adblock ativo

Federer vence Sonego sem sustos e vai às quartas de final de Wimbledon

Publicado segunda-feira, 05 de julho de 2021 às 17:39 h | Atualizado em 05/07/2021, 17:42 | Autor: AFP
O tenista suíço eliminou o italiano Lorenzo Sonego (27º) por 3 sets a 0 | Foto: Glyn Kirk | AFP
O tenista suíço eliminou o italiano Lorenzo Sonego (27º) por 3 sets a 0 | Foto: Glyn Kirk | AFP -
adblock ativo

O suíço Roger Federer passou com sucesso por um verdadeiro teste nesta segunda-feira, 5, em Wimbledon ao eliminar o italiano Lorenzo Sonego (27º) por 3 sets a 0, parciais de 7-5, 6-4 e 6-2 e vai jogar as quartas de final na grama inglesa pela 17ª vez, a 58ª em um Grand Slam.

"Estou extremamente feliz. Foi uma partida em condições perigosas, primeiro ao ar livre, depois no interior (depois que a cobertura foi fechada), contra um adversário perigoso", comemorou Federer.

O astro de quase 40 anos, que sonha com o 9º título em Londres para elevar seu recorde do torneio britânico para 21, vai enfrentar Daniil Medvedev (2º) ou Hubert Hurkacz (18º) valendo uma vaga nas semifinais. A partida entre esses dois tenistas foi interrompida nesta segunda-feira devido à chuva e a chegada da noite. O jogo terá que terminar nesta terça-feira e o vencedor disputará as quartas de final na quarta-feira, sem descanso.

"Eles são jovens, vão poder se recuperar! Infelizmente, também são muito fortes...", brincou o suíço antes de deixar a quadra.

Sólido, enérgico e inspirado, Federer soube controlar o ímpeto de Sonego, de 26 anos, cuja resistência cedeu no final do primeiro set, quando a chuva interrompeu o jogo por cerca de vinte minutos e foi necessário fechar a cobertura da quadra central. 

No momento da interrupção, Sonego tinha o saque a seu favor por 12 minutos e precisou enfrentar um quarto break point. Na volta, após um breve aquecimento, ele sacou e cometeu uma dupla falta que deu o break point ao suíço. Federer não perdeu a chance de fechar o set e a partir de então teve mais facilidade para vencer a partida.

O suíço se tornou o homem mais velho a chegar às quartas de final de Wimbledon desde o início da era Open em 1968.

Djokovic vence com facilidade

Mais cedo, Novak Djokovic não teve muito trabalho para superar o chileno Cristian Garin (20º no mundo) por 6-2, 6-4, 6-2.

"Estou muito feliz", disse o sérvio antes de deixar a quadra. "Gostaria que esta quadra se tornasse minha casa porque é a quadra mais sagrada. Sempre fico arrepiado aqui", acrescentou.

"Meu nível de confiança está muito alto. Vencer Roland Garros me deu asas. Ainda tenho um pouco de tempo para adaptar meu jogo do saibro à grama, mas quanto mais o torneio avança, mais confortável eu me sinto", disse Djokovic.

Com este resultado, o atual número 1 do ranking ATP chega pela 11ª vez a esta fase da tradicional competição na grama, e pela 50ª em um Gran Slam.

Na busca por uma vaga na semifinal, o tenista de 34 anos enfrentará o húngaro Marton Fucsovics (48º) que derrotou o russo Andrey Rublev (7º).

O italiano Matteo Berrettini (N.9) continua abrindo caminho. O campeão de Queen's vai disputar suas primeiras quartas de final em Wimbledon depois de eliminar o bielorrusso Ilya Ivashka (N.79) com parciais de 6-4, 6-3 e 6-1. 

"Estou muito feliz com meu nível, com minha intensidade, com meu estado de espírito. Tenho a sensação de não gastar muita energia", disse o tenista de 25 anos. 

A situação de seu próximo adversário, Félix Auger-Aliassime (N.19), é bem diferente. O canadense teve que trabalhar duro para vencer o alemão Alexander Zverev (N.6) por 6-4, 7-6 (8/6 ), 3-6, 3-6 e 6-4. 

Já o também canadense Denis Shapovalov (N.12) não deu chances ao espanhol Roberto Bautista (N.10) a quem derrotou por  6-1, 6-3 e 7-5. 

Nas quartas de final ele vai enfrentar o russo Karen Khachanov (N.29), que travou uma batalha para eliminar o americano Sebastian Korda (N.50) por 3-6, 6-4, 6-3, 5-7 e 10-8.

adblock ativo

Publicações relacionadas