Neymar e Álvaro González não recebem punições após suposto caso de racismo

Publicado quinta-feira, 01 de outubro de 2020 às 17:21 h | Atualizado em 01/10/2020, 17:23 | Autor: Da Redação

Os atletas Neymar e Álvaro González não foram punidos pela confusão ocorrida durante o clássico entre Paris Saint-German e Olympique de Marselha. A decisão foi da Comissão Disciplinar da Liga de Futebol Profissional da França, nesta quarta-feira, 30, justificando “insuficiência de provas”.

"Depois de examinar o caso, ouvir os jogadores e representantes dos clubes, a Comissão observa que não dispõe de elementos de prova convincentes suficientes que lhe permitam estabelecer a materialidade dos fatos das declarações de caráter discriminatório de Alvaro Gonzalez no contra o Neymar na reunião, nem contra o Neymar contra o Álvaro Gonzalez", escreveu a LFP.

A confusão se deu após, segundo Neymar, o zagueiro rival tê-lo xingado de “macaco filho da p…”. Assim, o brasileiro acertou um tapa no espanhol e acabou sendo expulso pelo ato. Ao sair do campo, ele afirmou que estava sendo vítima de racismo, já González declarou que Neymar o ofendeu com falas homofóbicas.

Publicações relacionadas