Pugilista Adriana Araújo não bate o peso e está fora da disputa do título mundial

Publicado sábado, 03 de outubro de 2020 às 12:17 h | Atualizado em 03/10/2020, 12:23 | Autor: Da Redação

A pugilista Adriana Araújo não bateu o peso necessário para estar apta à disputa de cinturão. A baiana subiria no ringue neste domingo, 4, contra a britânica Chantelle Cameron, em luta válida pelo título unificado do Conselho Mundial de Boxe (WBC, em inglês).

Campeã latina e detentora do cinturão "Silver" da WBC, Adriana tinha o cenário perfeito para ser coroada com o cinturão da categoria super-leve. O palco seria Londres, mesmo lugar onde ela se tornou a primeira brasileira a conquistar uma medalha olímpica, nos jogos de 2012.

O único empecilho que distanciou a lutadora e o cinturão foi a pesagem. Ao subir na balança, a atleta precisava ter até 63,5 kg para que a disputa fosse mantida. No entanto, a baiana excedeu o limite permitido em mais de dois quilos e acusou 65,7 kg.

Apesar de Adriana não ter batido o peso, a luta entre ela e Chantelle ainda irá ocorrer. A única mudança é que o combate não valerá o cinturão para a brasileira e a única chance de ser campeã está no colo da inglesa.

O cinturão da categoria super-leve ficou vago após a ex-campeã, Jessica McCaskill, migrar para a categoria de cima após vencer Cecília Braekhus, que era campeã unificada IBF-WBO-WBC-WBA dos meio-médios.

Invicta na carreira com seis lutas, a baiana iria em busca do título em cima da inglesa, outra atleta que também nunca perdeu no boxe, com 12 vitórias. Atualmente, Adriana Araújo e Chantelle Cameron ocupam a terceira e quinta colocação do ranking da categoria, respectivamente.

Publicações relacionadas