Chile investiga origem de buraco gigantesco no Atacama

Sumidouro surgiu nas proximidades da Mina Alcaparros, em Tierra Amarilla

Publicado terça-feira, 02 de agosto de 2022 às 17:29 h | Atualizado em 02/08/2022, 17:29 | Autor: Da Redação
Cavidade possui 200 metros de profundidade
Cavidade possui 200 metros de profundidade -

O governo do Chile começou a investigar na segunda-feira, 1º, um misterioso buraco com cerca de 25 metros de diâmetro e 200 de profundidade que apareceu no último final de semana em uma área de mineração, no norte do país, no deserto do Atacama. Áreas que vão desde a entrada da propriedade, até o canteiro de obras da mina próximo ao sumidouro, foram fechadas.

Segundo imagens aéreas do local, divulgadas pela mídia chilena, o buraco está em Tierra Amarilla, comuna da província de Copiapó, onde há uma mina de cobre operada pela empresa canadense Lundin Mining LUN.TO. 

De acordo com o Serviço Nacional de Geologia e Mineração (Sernageomin), há uma distância de quase 200 metros até o fundo do buraco. Nenhum material foi detectado lá.

O prefeito da comuna de Tierra Amarilla, Cristobal Zuniga, afirmou à imprensa local que o buraco é uma consequência das atividades extrativistas inconsequentes e desmedidas realizadas na área.

A Lundin Mining detém 80% da propriedade onde o buraco está, e o restante está sob posse da japonesa Sumitomo Corporation.

Publicações relacionadas