Anderson Ninho acusa Kiki Bispo de invadir bases eleitorais na CMS | A TARDE
Atarde > Política > Bahia

Anderson Ninho acusa Kiki Bispo de invadir bases eleitorais na CMS

Pedetista chegou a chamar o líder do governo de "escroto" e "sacana" no plenário Cosme de Farias

Publicado segunda-feira, 10 de junho de 2024 às 18:01 h | Atualizado em 10/06/2024, 18:21 | Autor: Gabriela Araújo
Esbravejando na Casa Legislativa, o pedetista agrediu verbalmente o líder do governo
Esbravejando na Casa Legislativa, o pedetista agrediu verbalmente o líder do governo -

A quatro meses das eleições municipais, os ânimos entre os vereadores de Salvador estão à flor da pele. Na tarde desta segunda-feira, 10, os vereadores Anderson Ninho (PDT) e Kiki Bispo (União Brasil), ambos da base do prefeito Bruno Reis (União), se desentenderam no plenário Cosme de Farias, minutos antes do início da sessão. 

Esbravejando na Casa Legislativa, o pedetista agrediu verbalmente o líder do governo e chegou a chamá-lo de “sacana” e “escroto” na frente de outros colegas. Ninho, que não aceitou bem a aderência de Kiki Bispo em Castelo Branco e Dom Avelar, reduto eleitoral de ambos os pré-candidatos, precisou ser contido pelo vereador Ricardo Almeida (PSC) para não chegar às vias de fato contra o governista.

O estopim para a guerra entre os aliados do chefe do Palácio Thomé de Souza leva em conta um campo de futebol entregue por Kiki Bispo à comunidade de Dom Avelar, contudo, as articulações para a implantação do equipamento iniciou com Ninho. Nos bastidores, contudo, ventila-se que a atitude de Kiki foi uma represália a Ninho por ter invadido o seu reduto eleitoral, em Castelo Branco. 

Mesmo recebendo os xingamentos, Kiki Bispo preferiu não entrar no destempero do pedetista e optou se calar diante da situação.Conforme informações apuradas pelo Portal A TARDE, essa não é a primeira vez que Ninho trata os aliados como rivais.

Débora Santana, que migrou para o PDT durante a janela partidária feita em abril, também foi alvo de Ninho, que já brigou com a correligionária, por conta de territórios.

O Portal A TARDE procurou Kiki Bispo para esclarecer a situação, mas não obteve retorno. Já Anderson Ninho se ateve à seguinte frase: “O futuro pertence a Deus e eu só faço trabalhar. Eu trabalho o tempo todo”, disse, sem querer entrar no assunto.

A Zona 11, de acordo com a separação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), abrange os bairros de Águas Claras, Castelo Branco, Colina Azul, Dom Avelar, Jardim Cajazeiras, Pau da Lima, Porto Seco Pirajá, São Marcos, Sete de Abril e Vila Canária, onde Ninho teve o maior número de votos em 2020, acumulando 3.345 votos. Já Kiki aparece em terceiro lugar, com 1.918 votos.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS