Encontros de Bruno e Jerônimo com vereadores aceleram buscas por apoio | A TARDE
Atarde > Política > Bahia

Encontros de Bruno e Jerônimo com vereadores aceleram buscas por apoio

Prefeito teve evento em hospital e governador se encontrou com vereadores da base

Publicado quinta-feira, 30 de março de 2023 às 14:16 h | Atualizado em 30/03/2023, 17:49 | Autor: Eduardo Dias
SALVADOR/CARNAVAL 2023
Na foto: Circuito Barra/Ondina: Abertura do Carnaval  2023
Na foto, Bruno Reis e Jeronimo Rodrigues
Foto: Uendel Galter/Ag. A Tarde 
Data: 16/02/23
SALVADOR/CARNAVAL 2023 Na foto: Circuito Barra/Ondina: Abertura do Carnaval 2023 Na foto, Bruno Reis e Jeronimo Rodrigues Foto: Uendel Galter/Ag. A Tarde Data: 16/02/23 -

O prefeito Bruno Reis (UB), numa tentativa de demonstrar força política na capital baiana, reuniu consigo, na quarta-feira, 30, em evento de anúncio da desapropriação do Hospital Salvador para instalação do Hospital de Criança e da Maternidade Municipal, boa parte dos vereadores que lhe dão sustentação na Câmara Municipal CMS).

No entanto, no mesmo dia, o governador Jerônimo Rodrigues (PT) também se reuniu com edis soteropolitanos para debater políticas públicas, anunciar a transmissão temporária do cargo para Geraldo Jr., que será governador em exercício durante a viagem de Jerônimo à China, e ouvir demandas dos mandatos dos membros da CMS.

Chama atenção o fato de alguns vereadores da base do prefeito terem ido ao encontro do governador e tomado falta no evento do chefe do Executivo soteropolitano. 

Jerônimo convidou todos os parlamentares da Câmara para a conversa, mas nem todos compareceram. Entre os presentes da base do prefeito Bruno Reis estavam Orlando Palhinha (União), Maurício Trindade (PP), Sandro Bahiense (PP) e Marcelo Maia (PMN).

Enquanto isso, no evento do hospital, nem todos os parlamentares que apoiam o prefeito, incluindo os quatro que se reuniram com Jero, estiveram presentes. Na foto, muito disputada, apareceram figuras de segundo escalão do município e suplentes de vereadores da CMS. 

Ao Portal A TARDE, interlocutores afirmaram que o movimento de Jerônimo é visto nos bastidores do Palácio Thomé de Souza como uma tentativa de atrair vereadores da base de Bruno, visando as eleições de 2024.

A movimentação incomodou membros do Executivo municipal, que veem a relação próxima dos vereadores, tanto de oposição quanto dos governistas, com Geraldo Jr., que presidiu a CMS por dois mandatos, como um fator de risco para o pleito eleitoral, sobretudo com a possibilidade, e um desejo manifesto, de Geraldo em ser o candidato de oposição à reeleição de Bruno Reis.

A situação se estreita ainda mais por conta de que há um ano atrás, Geraldo rompeu com o bloco do prefeito Bruno Reis e passou a integrar a base de Jerônimo, tendo assim transitado entre as duas bases em um curto espaço de tempo. 

A movimentação parece ter surtido efeito e ligado o alerta da base governista, já que os presentes no café fizeram elogios públicos ao governador após a agenda. Houve quem se dissesse "encantado" pela simpatia de Jerônimo e pela disponibilidade do gestor estadual em ouvir as demandas pensadas para a população soteropolitana.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS