adblock ativo

Bolsonaro quer blindar três ministérios dos assédios do centrão

Com as eleições se aproximando, a pressão de aliados pela reforma ministerial aumenta

Publicado segunda-feira, 10 de janeiro de 2022 às 07:48 h | Atualizado em 10/01/2022, 07:48 | Autor: Da Redação
Bolsonaro considera alguns ministérios sensíveis
Bolsonaro considera alguns ministérios sensíveis -
adblock ativo

O presidente Jair Bolsonaro (PL) pretende blindar  três ministérios dos assédios do Centrão, grupo política que dá sustentação ao governo no Congresso Federal, sobretudo na Câmera. Com o calendário eleitoral se aproximando, a pressão de aliados pela reforma ministerial aumenta e Bolsonaro quer se adiantar. 

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, que escutou ministros e auxiliares palacianos, o presidente considera alguns ministérios sensíveis, como Saúde, Infraestrutura e Desenvolvimento Regional. São pastas importantes no quesito orçamento, emendas parlamentares e importância eleitoral. 

Em entrevista a jornalistas no sábado, 8, o presidente admitiu a possibilidade de parlamentares assumirem ministérios, mas disse que serão feitas "escolhas internas", e que "dificilmente vai ter um acordo por fora".

Infraestrutura e Desenvolvimento Regional são cobiçados por congressistas por realizarem as principais obras do governo federal nos estados.

adblock ativo

Publicações relacionadas