Ciro é repudiado ao chamar senadora de “assessora de cama” de ministro | A TARDE
Atarde > Política > Brasil

Ciro é repudiado ao chamar senadora de “assessora de cama” de ministro

Ex-candidato a presidente questionou currículo de parlamentar cearense

Publicado terça-feira, 09 de abril de 2024 às 09:43 h | Autor: Da Redação
Ciro Gomes foi candidato a presidente da República nos anos de 1998, 2002, 2018 e 2022
Ciro Gomes foi candidato a presidente da República nos anos de 1998, 2002, 2018 e 2022 -

Aliados saíram em defesa da senadora Janaína Farias (PT-CE) após declaração ofensiva do ex-candidato a presidente e ex-ministro Ciro Gomes (PDT). Rival do grupo político do qual Janaína faz parte, Ciro questionou as aptidões da parlamentar e foi acusado de machismo pela forma com que fez a crítica.

“Quem está assumindo o Senado Federal hoje? Sabe qual é o serviço prestado para ir ao lugar de Virgílio Távora, de Tasso Jereissati, de Mauro Benevides, de Patrícia Saboya? Aí vai agora a assessora para assuntos de cama do Camilo Santana”, afirmou.

“Ela só fez serviço particular do Camilo, e serviço particular, assim, é o harém, são os eunucos, são as meninas do entorno. Ela sempre foi encarregada desse serviço”, continuou Ciro Gomes.

Janaína Farias foi empossada no Senado na semana passada, substituindo Augusta Brito (PT-CE), que licenciou-se do mandato por 121 dias. Augusta, por sua vez, é a primeira suplente de Camilo Santana (PT-CE). Camilo se licenciou do cargo desde janeiro do ano passado, quando assumiu o Ministério da Educação.

Em repúdio à declaração, Janaína disse que vai processar Ciro. “É lamentável que esse tipo de agressão a uma mulher ainda persista na política cearense. Mas a baixaria e a covardia parecem ser uma característica na trajetória deste político. Infelizmente, todos sabem que misoginia é uma característica deste senhor”, disse.

Em defesa da senadora, o diretório estadual do PT chamou de “repugnantes e inaceitáveis” as declarações de Ciro Gomes.

“Isso demonstra claramente a dificuldade do senhor Ciro em aceitar mulheres no poder e sua falta de compromisso com uma sociedade que demanda cada vez mais representação, voz e vez para as mulheres”, pontuou o PT do Ceará em nota. Com informações do blog do Noblat, do portal Metrópoles.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS