Comitê da ONU conclui que Moro foi parcial na Lava Jato

Segundo a entidade, os direitos do ex-presidente Lula foram violados em 2018, quando ele foi preso

Publicado quarta-feira, 27 de abril de 2022 às 14:16 h | Atualizado em 27/04/2022, 14:30 | Autor: Da Redação
Sérgio Moro foi considerado parcial no julgamento dos processos contra Lula
Sérgio Moro foi considerado parcial no julgamento dos processos contra Lula -

O Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) concluiu que o ex-juiz federal, Sergio Moro, foi parcial no julgamento dos processos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que teve suas condenações anuladas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em março do ano passado, além de concluir que os direitos do petista foram violados em 2018, quando ele foi preso e impedido de disputar as eleições.

Resultado de seis anos de análise em Genebra, a decisão é legalmente vinculante ao Estado brasileiro. Recomendações ainda poderão ser publicadas pelo comitê para pedir reparação a Lula, já que o comitê não tem uma forma de obrigas os países a adotar medidas contra os governos.

Além de retirar as condenações de Lula, o STF também declarou Moro parcial no julgamento contra Lula.

Publicações relacionadas