Brasil passa a classificar internamente varíola dos macacos como surto

Último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde contabilizava mais de 1 mil casos

Publicado sexta-feira, 29 de julho de 2022 às 08:44 h | Atualizado em 29/07/2022, 09:33 | Autor: Da Redação
Bahia já registrou cinco casos confirmados
Bahia já registrou cinco casos confirmados -

O Ministério da Saúde começou a tratar a varíola dos macacos como “surto” após o Brasil ultrapassar a marca de 1 mil casos da doença. A pasta usou o termo em um texto divulgado nesta quinta-feira 28, para informar a ativação de um Centro de Operações de Emergência (COE) com o objetivo de acompanhar o comportamento da enfermidade no país.

O último boletim divulgado pelo órgão nacional mostra que o Brasil registrou até agora 1.066 casos da doença, em 16 estados. São Paulo tem a maior quantidade, com 823. A Bahia tem cinco casos confirmados.

>>> Leia Mais: Prefeitura estuda estratégia para conter varíola dos macacos | A TARDE

A expressão “surto” é usada para identificar quantidades acima do normal de doenças contagiosas, sendo considerado o primeiro estágio de uma escala de evolução do contágio. Na sequência, caso evolua, pode se transformar em epidemia, endemia e pandemia.

Na última terça-feira, 26, a líder técnica da Organização Mundial de Saúde (OMS) no combate à varíola dos macacos, Rosamund Lewis, classificou o avanço da doença no país como “muito preocupante”.

“Certamente é muito preocupante para países como o Brasil – uma nação continental, de população tão grande, geograficamente extensa, que agora também relata um número significativo de casos”, assinalou.

Publicações relacionadas