Ana Hickmann e ex são advertidos pela Justiça; saiba motivo | A TARDE
Atarde > A TARDE + > Entretenimento

Ana Hickmann e ex são advertidos pela Justiça; saiba motivo

Advertência foi originada por uma vídeo publicado por Alexandre Correa

Publicado quinta-feira, 28 de março de 2024 às 10:07 h | Autor: Da Redação
Apresentadora entrou com ação contra o ex-marido
Apresentadora entrou com ação contra o ex-marido -

A apresentadora Ana Hickmann e o seu ex, o empresário Alexandre Correa, foram orientados pela Justiça a não expor o filho com o intuito de colocá-lo como fonte ou testemunha da denúncia de violência doméstica feita por Hickmann contra Correa.

>>> Ex diz se sentir humilhado após Hickmann assumir namoro com Edu Guedes

Recentemente, o empresário publicou um vídeo em que a criança de 10 anos fala que “não houve agressão” contra a mãe. Depois disso, a apresentadora entrou com ação contra o ex-marido para impedi-lo de veicular conteúdos sobre ela. Ambos já se manifestaram anteriormente negando que o garoto tivesse presenciado a discussão que deu origem à denúncia de violência doméstica.

Um documento obtido pelo Uol Splash mostra que a 1ª Vara Criminal da Comarca de Itu, em São Paulo, determinou que o ex-casal está proibido de usar a imagem da criança para tratar do tema para “resguardar a segurança psicológica e emocional do menor”.

“Determino que as partes se abstenham de expor a imagem do jovem, por meio de imagem, áudio ou vídeo, quando relacionado aos fatos tratados no presente processo, em qualquer rede social”, disse juíza Andrea Ribeiro Borges no documento. Na decisão, ela também proibiu que Ana Hickmann e Alexandre Correa divulguem documentos referentes ao processo de violência doméstica.

“Se abstenham de publicar, expor ou compartilhar fotos, vídeos, comentários ou documentos referentes um ao outro, ou seja, à vítima, bem como ao suposto ofensor, em redes sociais ou em outros meios, relacionadas aos fatos apurados nestes autos e desde que injuriosas, caluniosas ou difamatórias, não estando, portanto, abrigadas nesta ordem expressões que não sejam tipificadas criminalmente”, completa.

O vídeo que originou a advertência já foi excluído da página de Alexandre Correa no Instagram.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS