adblock ativo

Montadoras dão ‘spoilers’ antecipando os lançamentos para este ano

Publicado quarta-feira, 28 de julho de 2021 às 06:04 h | Atualizado em 27/07/2021, 23:58 | Autor: Lúcia Camargo Nunes
Bolt EV reestilizado deve chegar em setembro | Foto: Divulgação
Bolt EV reestilizado deve chegar em setembro | Foto: Divulgação -
adblock ativo

Nenhuma outra montadora foi tão impactada pela pandemia como a General Motors do Brasil. Primeiramente, pela interrupção da produção em 2020, devido às medidas de distanciamento social. Depois, quando o mercado ensaiava uma recuperação, a fabricante foi pega pela crise dos semicondutores, com maior abalo ao líder de vendas no país: Chevrolet Onix e Onix Plus, que desde abril, tiveram suas produções paralisadas na fábrica de Gravataí (RS).

Como um sopro de recuperação, enquanto o Onix não retorna ao mercado, a montadora fez na semana passada um anúncio antecipando quatro lançamentos para este ano. Mas as novidades foram apenas apresentadas como “silhuetas”, por uma foto dos quatro carros de frente.

Ao que tudo indica, o primeiro deles a chegar é o Bolt EV, por volta de setembro. Reestilizado, o elétrico mais vendido do país em 2020 traz novidades no sistema multimídia e painel, mas mantém o motor do atual, de 203 cv e 416 km de autonomia.

No mês seguinte será a vez do Equinox, que é trazido do México e será atualizado como já ocorre no mercado norte-americano. Além do design renovado, traz nova grade, faróis de LED e luzes diurnas de LED. Novo acabamento interno, rodas de 19” e pareamento de celulares sem fio estarão entre as principais novidades. O atual motor 1.5 turbo de 172 cv será mantido.

Na sequência é aguardada a versão esportiva da S10, a Z71. Essa nova opção da picape, com motor turbodiesel de 200 cv, vem para brigar com a Ford Ranger Storm ou Black e uma versão esportiva da Toyota Hilux GR-Sport, que também será lançada.

No fim do ano será a vez de uma versão ou série especial do sedã Cruze, que pode ser a Midnight, já adotada em outros modelos, com o bom motor turbo 1.4 de 153 cv e detalhes do acabamento em tom escurecido.

Imagem ilustrativa da imagem Montadoras dão ‘spoilers’ antecipando os lançamentos para este ano
Esperada versão elétrica do Peugeot 208, a e-GT

Stellantis

Mas este segundo semestre também terá outras novidades. O Grupo Stellantis prepara vários lançamentos. Um deles será o Jeep Commander, baseado na plataforma do Compass, mas alongada para oferecer a inédita opção de sete lugares.

A Fiat prepara, finalmente, o lançamento de seu SUV compacto Pulse, baseado na plataforma do Argo para ser seu SUV de entrada e posicionado abaixo do Jeep Renegade. Entre as opções de motor, o Firefly 1.3 de 109/101 cv e um esperado e inédito 1.0 turbo flex.

Best-seller entre os comerciais leves da Fiat, a Strada deve ganhar novidades ainda este ano, agora com inédito câmbio CVT, para consolidá-la com folga na liderança.

Ainda da Fiat, outra promessa esperada é a versão elétrica do 500, compacto que deixou de ser oferecido no Brasil e agora retorna dentro da estratégia de eletrificação do Grupo Stellantis. O 500e virá com motor de 118 cv de potência e 320 km de autonomia.

Também nessa estratégia, a Jeep trará uma versão híbrida do Renegade. O SUV deverá vir na opção de motor 1.3 turbo que traciona as rodas dianteiras e um elétrico para as traseiras.

Já anunciada, a opção elétrica do Peugeot 208, a e-GT é esperada desde o lançamento do hatch em 2020. Com visual ligeiramente diferenciado, o 208 e-GT será equipado com motor elétrico de 136 cv de potência e autonomia de 340 km.

Outra expectativa do grupo Stellantis vem da marca Citroën, que guarda a sete chaves uma opção de SUV compacto como modelo de entrada da marca, representada hoje apenas pelo C4 Cactus.

Imagem ilustrativa da imagem Montadoras dão ‘spoilers’ antecipando os lançamentos para este ano
Hyundai já expôs alguns detalhes do novo Creta

Renault

Depois do Captur, a Renault prepara o facelift para o compacto Kwid, que, além de novidades no painel e central multimídia, deve receber o mesmo motor de três cilindros 1.0 do Sandero que rende até 82 cv.

A nova geração do Honda City e sua variante hatch, para substituir o atual Fit, são as apostas da marca de origem japonesa para este final de ano.

A Hyundai já começou a expor alguns detalhes de seu SUV Creta, que muda radicalmente. Aparentemente, será baseado na versão russa, de design polêmico, além do bom motor 1.0 turbo que já equipa o HB20 e novo pacote de entretenimento e segurança.

O Grupo Caoa começa a trazer carros da marca de luxo Exeed, uma divisão da Chery. Uma das opções esperadas é o Exeed TXL, baseado no Tiggo 8, com desenho e acabamento mais refinados.

A Ford, em sua nova fase, deve lançar ainda este ano a picape Maverick, que ficará abaixo da Ranger e promete boa briga com a Toro e a futura nova Montana, da Chevrolet (esta para início de 2022). Forte apelo visual, de robustez, opção de motor híbrido e, por isso, consumo eficiente, são suas apostas. Feita no México, tem na F-150 sua principal inspiração.

adblock ativo

Publicações relacionadas