Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > BAHIA
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
18/11/2023 às 10:45 • Atualizada em 18/11/2023 às 17:04 - há XX semanas | Autor: Da Redação

SE EMOCIONOU

Pai de autista, Mion comenta suposta discriminação em loja na Bahia

Apresentador da TV Globo comentou vídeo que repercutiu nas redes sociais

Imagem ilustrativa da imagem Pai de autista, Mion comenta suposta discriminação em loja na Bahia
-

O apresentador Marcos Mion gravou um vídeo comentando o suposto caso de discriminação contra uma criança autista dentro da loja Riachuelo, que fica em um shopping center de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador. O global é pai de Romeu, um jovem também autista, e prestou solidariedade a mãe da vítima na Bahia.

"Tem vídeos que acabam com o dia da gente, né?", disse o apresentador. "Foi duro o que você passou, é duro assistir o que você passou, mas você representou muito", completou.

Veja o vídeo:

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por A TARDE (@atardeoficial)

Leia Mais:

>> Mãe de autista denuncia loja de Feira de Santana por discriminação

>> Funcionária demitida após caso de discrimnação se pronuncia

O caso aconteceu em um shopping da cidade de Feira de Santana, e o vídeo foi compartilhado por uma influenciadora digital. No relato, a mulher contou que apresentou a Carteira Nacional de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA), que lhe dá direito à prioridade no atendimento. Ao término do serviço, ela afirma ter ouvido durante uma conversa entre as funcionárias a frase: "não me passe mais esses 'atendimentos bombas'".

“Eu tô aqui na Riachuelo. Fui atendida com meu filho, Matheus com autismo, aqui no caixa. Apresentei a carteirinha dele, que ele tem direito a um atendimento prioritário. Fui atendida por essa moça, e ela me passou para o outro caixa, lá embaixo, aquela moça lá. E assim que terminou o atendimento, ela disse para a outra moça: ‘não me passem essas bombas não’, relatou a mãe no vídeo.

“Não é bomba, não gostei. Eu exijo respeito com os autistas, com meu filho com deficiência, porque eu sou mãe. Ninguém aqui tá livre de ter um filho com deficiência, e eu não aceito. É uma luta de uma mãe com uma criança que veio ao shopping para comprar uma roupa. Eu não aceito”, disse.

A Riachuelo se pronunciou sobre o caso em suas redes sociais. Em nota, a empresa disse que demitiu a colaboradora envolvida e lamentou o ocorrido.

Nas redes sociais, a funcionária envolvida no caso, Jairta Lima, se defendeu das acusações, afirmando que o termo “bomba” refere-se a atendimentos com uso de ‘cartões terceiros’.

Assuntos relacionados

Autismo Bahia descriminação Marcos Mion

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

Autismo Bahia descriminação Marcos Mion

Repórter cidadão

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

Autismo Bahia descriminação Marcos Mion

Publicações Relacionadas

A tarde play
Play

Cacique e familiares são presos em aldeia por morte de indígena

Play

Câmera flagra ataque brutal de pitbull em condomínio na Bahia; assista

Play

Homem é preso após roubar TV de lanchonete no oeste da Bahia

Play

NINJA! Homem entra pela janela e rouba caminhão na BR-324; assista

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA