Polícia realiza operação para desarticular facção que matou PF; veja | A TARDE
Atarde > Bahia

Polícia realiza operação para desarticular facção que matou PF; veja

Ordem do ataque que resultou na morte de Lucas Caribé partiu do presídio

Publicado quarta-feira, 29 de novembro de 2023 às 07:05 h | Atualizado em 29/11/2023, 12:03 | Autor: Da Redação
Policiais cumprem 12 mandados de busca e apreensão e oito de prisão temporária
Policiais cumprem 12 mandados de busca e apreensão e oito de prisão temporária -

As polícias Civil, Militar e Federal realizam na manhã desta quarta-feira, 29, uma megaoperação em bairros de Salvador e cidades da Região Metropolitana para cumprir 12 mandados de busca e apreensão e oito de prisão temporária contra integrantes de uma facção criminosa que participaram diretamente do ataque que resultou na morte do Polícia Federal, Lucas Caribé, no dia 15 de setembro, no bairro Valéria, em Salvador.

As investigações revelaram que a ordem para invasão em Valéria, que resultou no confronto, partiu de uma liderança da facção que está presa há mais de um ano em um presídio da Bahia. Ainda durante as investigações, ficou comprovado que o ataque aos policiais teve participação de mais de 50 criminosos fortemente armados.

Os investigados responderão pelos crimes de homicídio qualificado e organização criminosa, cujas penas somadas pode chegar a 38 anos de reclusão.

Leia Mais:

>> Veja quem são os policiais federais e civil baleados em Valéria 

>> Velório do policial federal morto em operação acontece nesta sexta 

>> "Não vamos recuar", promete Werner após morte de PF 

Temporal - O Bbirro de Valéria teve sua origem a partir do desmatamento de três fazendas existentes na área onde hoje está localizado o bairro, pertencentes as famílias tradicionais: Schindller, Temporal e Omaque, dando origem a loteamentos e invasões. O primeiro loteamento oficial do bairro foi o do Temporal1.


Publicações relacionadas