Antes de matar família, PM enviou áudios: "me desculpa”

Gravações sugerem que assassinatos foram motivados por separação com esposa

Publicado sexta-feira, 15 de julho de 2022 às 11:47 h | Atualizado em 15/07/2022, 11:47 | Autor: Da Redação
PM matou mãe, irmão, filhos e esposa antes de se matar
PM matou mãe, irmão, filhos e esposa antes de se matar -

O policial militar Fabiano Junior Garcia, que matou a mãe, irmão, três filhos e a esposa, além de outras duas pessoas, enviou áudios para amigos antes de cometer os assassinatos. O crime aconteceu na madrugada desta sexta-feira, 15, em duas cidades do sudoeste do Paraná. Os áudios foram obtidos pelo portal Banda B, do Paraná. 

De acordo com a PM, nos áudios, Fabiano teria dado a entender que a motivação seria o fim do relacionamento com a esposa. Após matar oito pessoas, ele entrou no seu carro e tirou a própria vida. 

“Família, me desculpa, mas não conseguiria viver mais sem a Kassiele. Ela não estava mais se importando pelo jeito que iria lidar com ela, se eu iria dar atenção ou não. Deu a entender que não daria mais atenção pra mim”, disse o PM no áudio. 

O comandante-geral da PMPE, coronel Hudson Leôncio Teixeira, confirmou a veracidade dos áudios. “Ele mandou áudios para família e amigos explicando a situação. Deu a entender, como um fator de motivação, que ele não estava aceitando a separação”, explicou.

De acordo com o comandante, o policial militar nunca tinha feito nada ilícito antes. “Era um excelente policial, como me disseram. Falei com o comandante direto dele. A função que ele exercia, motorista do oficial de serviço, é uma missão de confiança, os melhores policiais são escolhidos”, completou.

O caso

O policial militar tirou a vida de oito pessoas, sendo seis de sua família, nas cidades de Céu Azul e Toledo, no Paraná. Ele assassinou a mãe, irmão, três filhos e a esposa. Na sequência tirou a própria vida. Fabiano Junior Garcia era lotado no 19º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Toledo. 

Ele primeiro matou dois de seus filhos em uma localidade da área rural da cidade de Céu Azul. Em seguida, ele se dirigiu a Toledo, onde teria feito mais vítimas em pontos distintos da cidade.

Na cidade, ele ainda matou a sua mãe, um irmão e mais um filho, além da esposa identificada como Kassiele Moreira. O PM ainda matou mais duas pessoas, mas até o momento não existem informações se eram familiares. Após todos os assassinatos, ele saiu de casa e tirou a própria vida dentro do seu carro. 

Publicações relacionadas