adblock ativo

Com ameaça de greve, caminhoneiros terão reunião no Planalto

Publicado às | Atualizado em 22/10/2021, 19:54 | Autor: Da Redação
A categoria reivindica mudanças na política de preço dos combustíveis | Foto: Evaristo Sá / AFP
A categoria reivindica mudanças na política de preço dos combustíveis | Foto: Evaristo Sá / AFP -
adblock ativo

Enquanto caminhoneiros ameaçam uma nova greve no dia 1º de novembro, representantes da classe participarão de uma reunião no Palácio do Planalto na próxima quinta-feira, 28.

Presidente da Frente Parlamentar dos Caminhoneiros, o deputado Nereu Crispim (PSL-RS) informou que as reivindicações da categoria serão apresentadas ao governo durante a agenda.

De acordo com o parlamentar, participarão do encontro representantes da Casa Civil e do Ministério da Infraestrutura, além de entidades ligadas ao setor. As pastas não confirmaram a presença dos ministros Ciro Nogueira e Tarcísio Gomes de Freitas.

O presidente Jair Bolsonaro anunciou um auxílio de R$ 400 mensais para 750 mil caminhoneiros até dezembro de 2022, mas ainda há insatisfação. "Muitos grupos acabaram criticando a fala do presidente, porque a categoria não quer ser parte de assistencialismo político", disse o deputado.

Os caminhoneiros reivindicam mudanças na política de preço dos combustíveis. A expectativa da categoria é a apresentação pelo governo de uma proposta que já tramita na Câmara. O texto cria um fundo para evitar a oscilação do preço dos produtos.

adblock ativo

Publicações relacionadas