Ministério dos Aeroportos e Anac vão investigar morte do cão Joca | A TARDE
Atarde > Brasil

Ministério dos Aeroportos e Anac vão investigar morte do cão Joca

Objetivo das autoridades federais é esclarecer as circunstâncias da morte do cão

Publicado quarta-feira, 24 de abril de 2024 às 09:36 h | Atualizado em 24/04/2024, 12:01 | Autor: Da Redação
O cãozinho Joca, um golden retriever de cinco anos de idade
O cãozinho Joca, um golden retriever de cinco anos de idade -

O Ministério dos Portos e Aeroportos vai investigar, em conjunto com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a morte do golden retrievier Joca, durante uma viagem aérea entre Guarulhos (SP) e Fortaleza (CE).

Segundo o ministro Silvio Costa, o objetivo das autoridades federais é esclarecer as circunstâncias da morte do cão o quanto antes. Também vai ser criado um grupo de trabalho para criar regras nacionais para o transporte de animais de estimação.

>> "Sofreu", diz tutor de cachorro que morreu em transporte aéreo

“A gente tá integrado com a Anac e criou um grupo de trabalho interno para averiguar e checar junto às companhias aéreas para o quanto antes isso [a morte do cão Joca] seja esclarecido à sociedade brasileira. E, segundo, a gente quer cada vez mais, com todos que defendem essa causa, pensar ao lado da Anac, políticas públicas em defesa da causa animal no Brasil, que é uma defesa de todo o povo brasileiro”, declarou.

O cão Joca, um golden retriever de cinco anos de idade, saiu do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, e deveria ter ido para Sinop, Mato Grosso, no mesmo voo que seu tutor. A empresa, no entanto, cometeu um erro e enviou o cachorro para Fortaleza, no Ceará. Após chegar na capital cearense, o animal foi mandado de volta para Guarulhos e, quando o tutor chegou para encontrá-lo, ele já estava morto.

Após a morte do cachorro, a companhia aérea Gol anunciou a suspensão do transporte aéreo de animais no porão dos aviões. "A GOL se solidariza com o sofrimento do tutor do Joca e de sua família. Entendemos a sua dor e lamentamos profundamente pela perda do seu animal de estimação", começou a nota.

"Para se dedicar totalmente a concluir o processo de investigação deste evento, a GOL suspendeu por 30 dias (a partir desta quarta-feira, 24/04 até 23/05) a venda do serviço de transporte de cães e gatos pela GOLLOG Animais e pelo produto Dog&Cat + Espaço, para viagens realizadas no porão da aeronave. O serviço Dog&Cat Cabine, para Clientes que levam seus pets na cabine do avião, não sofrerá nenhuma alteração", disse a companhia.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS