PF vê indícios de que Monark cometeu crime de desobediência de decisão | A TARDE
Atarde > Brasil

PF vê indícios de que Monark cometeu crime de desobediência de decisão

Segundo as investigações, o influencer, que estava proibido pelo STF de se manifestar nas redes sociais

Publicado segunda-feira, 22 de janeiro de 2024 às 17:43 h | Autor: Da Redação
Influencer Bruno Aiub, conhecido como Monark
Influencer Bruno Aiub, conhecido como Monark -

A Polícia Federal (PF) afirmou ver indícios de crime de desobediência de decisão judicial por parte de Bruno Aiub, conhecido como Monark.

Segundo as investigações, Monark, que estava proibido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) de se manifestar nas redes sociais, teria criado novos perfis para reproduzir conteúdo com desinformação.

Para a PF, a desobediência à ordem judicial ficou caracterizada pela "reiterada recusa em acatar a determinação judicial de cessar a divulgação de notícias fraudulentas".

"Essa constatação encontra respaldo nas publicações de conteúdo efetuadas em diversas plataformas de mídia social, notadamente no TikTok e YouTube. A análise dessas publicações revela indícios substanciais que apontam para a persistência na transgressão das ordens judiciais impostas", afirmam os investigadores.

Em agosto de 2023, o ministro do STF, Alexandre de Moraes, multou em R$ 300 mil o influencer pelo descumprimento e determinou a abertura de um inquérito para investigar o podcaster.

Publicações relacionadas