Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > ESPORTES
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
06/06/2024 às 11:17 • Atualizada em 06/06/2024 às 12:17 - há XX semanas | Autor: Da Redação

Bola murcha? Centroavantes do Vitória não marcam desde março

Último gol foi feito na Copa do Nordeste, contra o Treze

Alerrandro em partida contra o Atlético Goianiense
Alerrandro em partida contra o Atlético Goianiense -

Em má fase na temporada, sem vencer há mais de dois meses, o Vitória também está sofrendo com a falta de participação dos seus "homens gol". Os centroavantes do Leão não balançam as redes desde março, na última rodada da Copa do Nordeste, contra o Treze. Desde então, já são 11 jogos sem participações de Alerrandro, Luiz Adriano e Léo Gamalho.

Na temporada passada, entretanto, a situação de Gamalho foi bem diferente, sendo artilheiro do clube, com 12 gols marcados. A situação mudou a partir do início de 2024, tendo em vista que o centroavante só marcou um único gol, no dia 27 de março, contra o Treze, pelo Nordestão. Na ocasião, o jogador entrou no segundo tempo e foi agraciado com um pênalti, que prontamente foi convertido.

Leia mais:

>> Vitória não sai do zero com o Cuiabá e segue sem vencer no Brasileirão

Com a ausência do "samurai" em boa parte desta temporada, o Vitória contratou o, atual camisa 9, Alerrandro, que balançou as redes seis vezes na temporada, cinco no Baianão e uma vez na Copa do Nordeste. Entretanto, apesar do início positivo, o atleta não marca desde 20 de março, no Ba-Vi da Copa do Nordeste. Desde então, são 11 jogos em que o centroavante entra em campo e não consegue contribuir com gol.

Para o restante da temporada, o Vitória também contratou o experiente Luiz Adriano, que já teve passagens por Internacional, Palmeiras, Milan e Shakhtar Donetsk. Apesar da boa fama, o jogador não vem sendo muito aproveitado no clube, somando apenas um gol com a camisa rubro-negra, também contra o Treze.

Desta maneira, o Vitória precisa apelar para outras figuras em busca de mudar o marcador. Dos cinco gols marcados no Campeonato Brasileiro, dois foram marcados por meio-campistas, um por um zagueiro, um por um atacante e outro feito contra, na partida contra o Cruzeiro. Somando a Copa do Brasil, o único gols do Leão foi feito por Daniel Jr, meia.

Dentre todos os atacantes, o único a conseguir fazer um gol para o Vitória, desde abril, foi Iury Castilho, que normalmente entra na segunda etapa dos jogos. Na ocasião, o camisa 7 balançou as redes contra o Vasco, na 6ª rodada do Brasileirão.

Tentando mudar o cenário, o Vitória volta a campo nesta terça-feira, 11, contra o Juventude, atual 12º colocado, pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo será no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, a partir das 19h.

Assuntos relacionados

Brasileirão campeonato brasileiro Centroavantes leo gamalho Luiz Adriano vitória

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

Brasileirão campeonato brasileiro Centroavantes leo gamalho Luiz Adriano vitória

Repórter cidadão

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

Brasileirão campeonato brasileiro Centroavantes leo gamalho Luiz Adriano vitória

Publicações Relacionadas

A tarde play
Alerrandro em partida contra o Atlético Goianiense
Play

VÍDEO: Torcedores do Vasco param atacante Rossi em condomínio no RJ

Alerrandro em partida contra o Atlético Goianiense
Play

Senadores acusam CBF de manipular uso do VAR: "Escandaloso"

Alerrandro em partida contra o Atlético Goianiense
Play

Mãe de Rafaelle fica "sem palavras" com realização de sonho da filha

Alerrandro em partida contra o Atlético Goianiense
Play

Torcedores são flagrados brigando no Barradão durante jogo do Vitória

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA