Viralizando, Família Leiro conta como funciona rivalidade no dia a dia | A TARDE
Atarde > Esportes

Viralizando, Família Leiro conta como funciona rivalidade no dia a dia

Azânia e os filhos estão repercutindo nas redes sociais após clássicos do Ba-Vi

Publicado terça-feira, 02 de abril de 2024 às 15:06 h | Autor: Beatriz Amorim
Azânia Leiro com os filhos Ávine e Ávine
Azânia Leiro com os filhos Ávine e Ávine -

A rivalidade entre torcedores do Bahia e do Vitória corre nas veias de todos os baianos. Se o seu time vence de virada, você, sem dúvidas, provocará o seu rival, seja ele um amigo, um irmão ou uma mãe, como é o caso da família Leiro, que vem ganhando fãs durante o Campeonato Baiano de 2024. 

Com o equilíbrio perfeito, a mãe Azânia e o filho Ávine, de 11 anos, são torcedores do Esquadrão, enquanto o pai Leandro Andrade e o segundo filho, Arthur, de 7 anos, são rubro-negros. Em conversas com o Portal A TARDE, a criadora de conteúdo contou como iniciou a divisão da família entre os dois maiores clubes do estado. 

“Éramos três tricolores: eu, o pai de Ávine e Ávine, meu primeiro filho. Me separei e conheci meu atual companheiro Leandro Andrade, que é torcedor do Vitória. Em 2016 tive Arthur. Como eu e Ávine já éramos Bahia, não relutei para o segundo filho ser também. Assim, equilibrei a família, deixando 2x2 no BAxVI”, disse Azânia

Leia mais: 

Condé tem desempenho favorável em finais para tirar Vitória da fila

Após polêmica por cansaço, elenco tricolor ganha dois dias de folga

Em meio a dúvidas com show de Jão, Bahia confirma Ba-Vi na Fonte Nova

No segundo clássico do ano, pela Copa do Nordeste, a mãe gravou um vídeo com a reação dela e dos filhos, demonstrando um clima de rivalidade sadia, como tem que ser. A gravação viralizou nas redes sociais, incentivando Azânia a gravar o segundo vídeo, desta vez pelo primeiro jogo da final do Campeonato Baiano. 

Nos vídeos, a criadora de conteúdo aparece somente com as crianças, justificando a ausência do companheiro: “Na quarta-feira, Leandro estava trabalhando e no domingo ele assistiu no estádio”. 

Incentivando o amor ao esporte estadual, Azânia leva Ávine aos jogos do Bahia na Arena Fonte Nova, enquanto Leandro cultiva o amor ao Vitória no Barradão com Arthur. 

Azânia e Ávine na Fonte Nova e Leandro e  Arthur no Barradão
Azânia e Ávine na Fonte Nova e Leandro e Arthur no Barradão |  Foto: Arquivo Pessoal / Azânia Leiro
  

Rivais, os irmãos vivem em uma eterna provocação sobre qual o melhor clube da cidade. Não diferente, nesta edição, Ávine e Arthur já viram os seus respectivos clubes saírem com o resultado positivo após virarem o placar. Afinal, de virada é mais gostoso? 

Sobre a relação dos filhos, Azânia comentou que, apesar de brigarem muito, ela sempre conversa sobre a forma de torcer a importância do respeito nas relações. 

Eles brigam por tudo, mas no BAxVI eu converso muito sobre a forma de torcer, o respeito e os limites. Até onde vai a brincadeira…Porque não se trata apenas de jogo de futebol. Clássico sabemos que vai muito além!”, disse a tricolor. 

Ávine e Arthur nunca assistiram o confronto entre Bahia e Vitória no estádio, um antigo sonho da mãe, que expôs o seu desejo do retorno da torcida mista. Segundo a criadora de conteúdo, “você sentia que o futebol era vivo dentro do estádio”. 

“Meu maior sonho que volte! Eles nunca assistiram um BA VI no estádio e eu já! Eu me arrepiava do início ao fim! Era canto, brincadeiras. Até se tornar um ambiente tóxico por causa de pessoas que usam o futebol pra disseminar ódio… Você sentia que o futebol era vivo dentro do estádio”, declarou a mãe. 

Veja o vídeo: 

 

  

Para finalizar, ainda no clima da boa rivalidade, Azânia nos contou as previsões do placar da partida de volta, entre Bahia e Vitória, que ocorre neste domingo, 7, na Arena Fonte Nova, às 16h. 

Para a matriarca e o primogênito, o placar será favorável para o Esquadrão, que vencerá com dois gols de vantagem, seja por 2x0 ou 3x1. Do outro lado da torcida, Arthur garante que o Leão será campeão ao vencer o rival por 3x0. 

Publicações relacionadas