EUA declara emergência sanitária por varíola do macaco

Agências de governo receberão dinheiro de fundos de emergência

Publicado quinta-feira, 04 de agosto de 2022 às 17:48 h | Atualizado em 04/08/2022, 17:48 | Autor: Da Redação e AFP
Organização Mundial da Saúde (OMS) ativou o nível máximo de alerta para reforçar a luta contra a doença
Organização Mundial da Saúde (OMS) ativou o nível máximo de alerta para reforçar a luta contra a doença -

Os Estados Unidos declararam nesta quinta-feira, 4, emergência de saúde pública pela varíola do macaco. A medida permite ao governo destinar recursos, coletar dados e mobilizar profissionais adicionais para combater a doença.

"Estamos preparados para elevar a resposta a este vírus a outro patamar e instamos a todos os americanos a levar a sério a varíola do macaco e assumir a responsabilidade de nos ajudar a enfrentar este vírus", disse o secretário de Saúde e Serviços Humanos, Xavier Becerra.

Segundo o “New York Times”, as agências de governo receberão dinheiro de fundos de emergência para contratar mais funcionários e agilizar a vacinação e tratamento dos infectados.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) ativou o nível máximo de alerta para reforçar a luta contra a doença, que já afetou mais de 18.000 pessoas em 78 países desde maio.

Desde o início de maio, foi identificado um aumento incomum dos casos fora dos países onde o vírus é endêmico, na África central e ocidental, espalhando-se por todo o mundo, em especial na Europa.

A varíola do macaco - detectada pela primeira vez no ser humano em 1970 - é menos perigosa e contagiosa que a antiga varíola, erradicada em 1980.

A maioria das pessoas infectadas são homens, relativamente jovens, que têm relações sexuais com homens e que vivem em áreas urbanas, informou a OMS.

Segundo um estudo do New England Journal of Medicine realizado com 528 pessoas em 16 países, o mais amplo até o momento, em 95% dos casos, o contágio se deu por via sexual.

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) recomendou estender o uso de uma vacina contra a varíola, que já é utilizada em vários países, para combater a propagação da varíola do macaco.

Publicações relacionadas