Deputados cobram apuração de assassinato de militante do Psol | A TARDE
Atarde > Política > Bahia

Deputados cobram apuração de assassinato de militante do Psol

Estevão Rodrigues foi assassinado no dia 15; gabinete do deputado Hilton Coelho recebeu ameaça

Publicado segunda-feira, 19 de junho de 2023 às 19:53 h | Autor: Da Redação
Hilton Coelho recebeu a solidariedade do presidente da Alba, Adolfo Menezes
Hilton Coelho recebeu a solidariedade do presidente da Alba, Adolfo Menezes -

Em moção protocolada na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), o deputado Hilton Coelho (Psol) repudia o assassinato ocorrido em Nova Soure e que atingiu Estevão da Costa Rodrigues no último dia 15. “Nosso companheiro tinha 40 anos, era uma pessoa com deficiência, tornou-se militante político e liderança importante em Nova Soure e região, ocupando o cargo de presidente da Associação Viver Dignamente. Filiou-se ao Partido Socialismo e Liberdade (Psol) no final de 2022, e vinha dialogando internamente no partido e com a sociedade da região a sua possível pré-candidatura para o cargo de prefeito de sua cidade”, afirma o parlamentar.

Hilton relata que a linha política adotada por Estevão Rodrigues “era a de denunciar os desmandos, opressões e omissões das autoridades públicas de Nova Soure. Possuía grande presença nas redes sociais, tendo mais de 23 mil seguidores no Instagram, onde postava vídeos sobre a realidade dos novassourense e região. A preocupação com a coisa pública e com a melhoria das precárias condições de saúde, de moradia, o descaso com a cultura e outros problemas que afligem os moradores da sede e dos povoados do município eram os temas fundamentais de seus vídeos”.

Como militante dos Direitos Humanos, Estevão Rodrigues denunciou uma série de homicídios que tem acontecido em Nova Soure e região desde 2018, afirmando que estaria sendo aplicada a pena de morte na cidade. O vídeo teve ampla repercussão e apoio dos moradores, o que teria desagradado muita gente, sendo tal gravação apontada por muito como o evento que culminou com a sentença de morte de Estevão. 

Face a tais denúncias, Estevão foi convocado à Delegacia Territorial de Nova Soure para interrogatório, em 24 de maio de 2023, tendo afirmando que sofria ameaças de morte. No mesmo dia, ele se dirigiu para Salvador para ter reunião com o “Gabinete do Deputado que firma a presente, por ser também militante do Psol”, onde entregou documentos, reafirmou o estado de coisas em Nova Soure e afirmou estar ameaçado de morte.

 “No dia 15, quinta-feira, Estevão foi brutalmente assassinado em via pública de Nova Soure, às 14 h, por dois homens em uma motocicleta, tendo levado um tiro na boca, dando a indicar que morreu por conta das suas lutas e das palavras de denúncia e em defesa dos interesses da população local. Trata-se de evidente crime com conotação política. Exigimos intensa apuração das motivações, mandantes e executores do homicídio pela Polícia Civil, devendo o Ministério Público estar atento a todos os atos. É preciso que a Comissão de Direitos Humanos da ALBA, a Defensoria Pública, a Secretaria de Justiça e outros órgãos ligados à defesa dos Direitos Humanos garantam a efetiva investigação do caso. Estevão deixa três filhos, além de vários companheiros e apoiadores, que testemunharam sua importante ação social”, conclui Hilton Coelho.

Ameaça no gabinete

No sábado, 17, O deputado estadual Hilton Coelho (Psol) procurou a 1ª Delegacia Territorial  dos Barris para denunciar ameaças recebidas pelo seu mandato no gabinete na Alba. Segundo o parlamentar, sua secretária recebeu uma ligação em tom ameaçador de uma pessoa dizendo que sabiam que o mandato de Hilton é responsável por denunciar policiais.

De acordo com o deputado, em vídeo publicado nas redes sociais logo após o registro do boletim de ocorrência, a ameaça recebida na sexta-feira, 16, teriam a ver com o assassinato de Estevão Rodrigues.

"Essa é uma tentativa de silenciar os que luta por justiça social. Estevão é uma das pessoas que fizeram da atuação política, a sua vida. Não podemos tolerar que aqueles que buscam lutar uma sociedade igualitária, sejam ameaçados, impedidos de exercer o seu papel de militante e como político eleito pelo povo", afirmou Elze Fachinetti, presidente do Psol da Bahia, relembrando que em março completou cinco anos da morte da vereadora do Psol no Rio de Janeiro, Marielle Franco.

"Não é possível que, após o caso de Marielle, com repercussão internacional, um crime que segue sem resposta, a gente veja aqui do nosso lado um caso como o de Estevão e agora de Hilton. O Estado precisa garantir agora a segurança do deputado Hilton Coelho, que ele possa ir e vir e continuar o seu trabalho no Legislativo, sempre aguerrido e combativo, sem temer pela sua vida", completou.

Reação na Alba

Na sessão ordinária desta segunda-feira, 19, o presidente da Alba, Adolfo Menezes (PSD), solidarizou-se com o colega no Legislativo baiano sobre a ameça recebida em seu gabinete e destacou o absurdo da morte do militante do Psol em Nova Soure. 

“Um membro do PSOL, e poderia ser de qualquer partido, fez uma denúncia política no município de Nova Soure e, depois dias depois, foi assassinado. É o império da impunidade, da desordem que está acontecendo nesse país que faz com que marginais se sintam à vontade – marginais não sei quais. Isso que a gente vai pedir ao governador [que apure o crime]; pelo menos esse presidente vai pedir em nome da Assembleia, pois é uma falta de vergonha, é um fim de mundo”, apontou Menezes.

“Ligaram para o gabinete do deputado Hilton para ficar ameaçando; olhe onde nós chegamos. Estamos providenciando um documento oficial da Assembleia, assinado por mim e pelo líder Rosemberg e pelo líder Alan; e outro documento com o mesmo teor onde vamos colocar o nome de todos os deputados, pedindo providência do governador, da Secretaria da Segurança Pública e do Ministério Público e das autoridades competentes”, disse o deputado e sendo acompanhado em sua solidariedade a Hilton por outras parlamentares, como o vice-presidente deputado José Raimundo (PT), o secretário Samuel Júnior (Republicanos) e abancada de oposição, representada pelo deputado estadual Alan Sanches (União Brasil).

Publicações relacionadas