Bolsonaro critica Anitta por apoio sobre legalização da maconha

Presidente ironizou declarações da cantora, mas reconheceu 'influência' dela sobre jovens

Publicado quinta-feira, 14 de julho de 2022 às 11:24 h | Atualizado em 14/07/2022, 13:38 | Autor: Da Redação
Imagem ilustrativa da imagem Bolsonaro critica Anitta por apoio sobre legalização da maconha
-

Logo após a cantora Anitta defender a legalização da maconha, e pedir apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre o assunto, caso seja eleito, o presidente Jair Bolsonaro ironizou a declaração. 

Em entrevista a jornalistas durante visita ao Maranhão, Bolsonaro disse que viu a Anitta cobrando o Lula: "Estou te dando o maior apoião, libera a maconha aí, Lula. É o limite dela, né", disse o candidato à reeleição.

Bolsonaro também aproveitou para ironizar uma declaração antiga de Anitta. Em 2019, em meio ao aumento de queimadas na Amazônia, a cantora afirmou que "não existe economia" que "resolva o fato de não ter oxigênio".

"Assim como vi outro vídeo dela também, mandei para o Paulo Guedes e disse pra tomar cuidado que você vai perder seu emprego de ministro da Economia", ironizou.

Na última quarta-feira, 13, em transmissão ao vivo ao lado do cantor Filipe Ret, Anitta defendeu a legalização das drogas, especialmente da maconha, argumentando que a proibição não impede o uso e que a medida poderia gerar empregos. Ela, então, dirigiu-se a Lula, a quem anunciou apoio nesta semana:

"Será que o Lula apoia isso? Apoia isso aí, Lula. Pô, estou te dando o maior apoião. Apoia a legalização para nós".

Ao declarar apoio ao petista, Anitta se disponibilizou para ajudar o ex-presidente a "bombar" nas redes sociais. No Instagram, a cantora tem 63 milhões de seguidores, 5,4 milhões de Lula.

Publicações relacionadas