Lula vira 'persona non grata' em Israel após comparação com Holocausto | A TARDE
Atarde > Política > Brasil

Lula vira 'persona non grata' em Israel após comparação com Holocausto

Presidente do Brasil classificou ataque em Gaza como genocídio

Publicado segunda-feira, 19 de fevereiro de 2024 às 08:17 h | Atualizado em 19/02/2024, 08:26 | Autor: Da Redação
Lula comparou morte de palestinos com o holocausto
Lula comparou morte de palestinos com o holocausto -

O Ministério das Relações Exteriores do governo de Benjamin Netanyahu declarou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) persona non grata em Israel. O comunicado foi divulgado na manhã desta segunda-feira, 19.

"Não esqueceremos nem perdoaremos", disse o chanceler Israel Katz. Para o embaixador do país no Brasil, ele afirmou: "em meu nome e em nome dos cidadãos de Israel, diga ao presidente Lula que ele é persona non grata em Israel até que retire o que disse".

Neste domingo, 18, Lula disse que o que acontece na Faixa de Gaza não é uma guerra, mas um genocídio. De acordo com o Ministério da Saúde do Hamas, mais de 28 mil pessoas morreram em Gaza desde o início da operação israelense no ano passado.

“É muito engraçado. Quando eu vejo o mundo rico anunciar que está parando de dar a contribuição para a questão humanitária aos palestinos, eu fico imaginando qual é o tamanho da consciência política dessa gente e qual é o tamanho do coração solidário dessa gente que não está vendo que na Faixa de Gaza não está acontecendo uma guerra, mas um genocídio”, disse o presidente.

Lula comparou os ataques de Israel ao Holocausto. Na época, o regime nazista comandado por Adolf Hitler foi responsável pela morte de 6 milhões de judeus.

“Sabe o que está acontecendo na Faixa de Gaza com o povo palestino não existe nenhum outro momento histórico. Aliás, existiu quando Hitler resolveu matar os judeus. Então como é possível que a gente possa colocar um tema tão pequeno, sabe? Você deixar de ter ajuda humanitária? O Brasil condenou o Hamas, mas o Brasil não pode deixar de condenar o que o Exército de Israel está fazendo na Faixa de Gaza”, afirmou.

Publicações relacionadas