adblock ativo

Carballal critica decisão da APLB contra o retorno das aulas na Bahia

Publicado às | Atualizado em 18/10/2021, 14:19 | Autor: Redação
Vereador e professor, Carballal diz que alegar biossegurança é negar a própria ciência - Foto: Reprodução CMS
Vereador e professor, Carballal diz que alegar biossegurança é negar a própria ciência - Foto: Reprodução CMS -
adblock ativo

O vereador de Salvador e professor Henrique Carballal (PDT) criticou o posicionamento da APLB/Sindicato de ir contra a decisão do governador Rui Costa (PT), que marcou para hoje, 18, o retorno completo dos alunos às escolas da rede estadual, medida que o prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), já havia adotado desde o mês passado.

Nesta segunda-feira, 18, a APLB acionou o Ministério Público do Estado da Bahia - MPBA e o Ministério Público do Trabalho - MPT para derrubar a decisão de Rui alegando que tanto a Prefeitura de Salvador como o Governo do Estado estão desobedecendo o protocolo de biossegurança estabelecido.

Segundo o vereador, ao ir contra a retomada integral do ensino presencial no estado, a APLB age como os negacionistas. “Eu queria parabenizar a APLB por ter convocado e participado da manifestação no último dia 2 de outubro contra o governo Bolsonaro, onde se fizeram presentes trabalhadores da educação. Teve até trio elétrico em uma grande aglomeração contra o governo radical, anticiência, negacionista, anti-educação, que é contrário a uma universalização do ensino. Agora, eu não compreendo essa posição de ir contra o retorno das aulas, que se torna tão reacionária quanto àqueles que defendem a posição do governo anticiência”, disse.

Carballal frisou que “nós, democratas, acreditamos na ciência contra a pandemia, pois a vacina é uma grande forma de prevenir a população. Em Salvador, 80% das pessoas tomaram a 1º dose. Negar o direito das crianças de retornarem às salas de aulas alegando questões de biossegurança é negar que a ciência cumpre o seu papel”, criticou Carballal.

Segundo o parlamentar, o ato da APLB é tão “reacionário e anticiência quanto ao daqueles que defendem que, mesmo sem a vacinação, a vida pode voltar ao normal”.

adblock ativo

Publicações relacionadas