Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > política > ELEIÇÕES 2024
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
26/04/2024 às 21:18 - há XX semanas | Autor: Gabriela Araújo e Lula Bonfim

Após saída de Regis, Félix confirma que "partido se sentiu traído"

Presidente estadual do PDT afirma ainda que a sigla vai liberar os correligionários para votarem como quiserem

Em Lauro de Freitas, PDT não terá representação nas eleições
Em Lauro de Freitas, PDT não terá representação nas eleições -

Com nome pré-definido em Lauro de Freitas para disputar as eleições, o PDT baiano precisou mudar de rota após o rompimento da pré-candidata, a vereadora Débora Regis, com a legenda. A debandada gerou um sentimento de infidelidade da parlamentar com o presidente estadual do partido, Félix Mendonça Jr., que viu a sua legenda isolada após o caso.

O cacique pedetista retomou o assunto nesta sexta-feira, 26, durante conversa com os jornalistas, após o encontro de pré-candidatos do PDT, com a presença do ministro Carlos Lupi, em Salvador. Para o deputado federal, a atitude de Regis como “incorreta” e evitou criticar a ex-correligionária.

Na oportunidade, ele também confessou que o partido se sentiu traído com a atitude da pré-candidata.

“Realmente, a pessoa fica no partido e dois dias antes de finalizar o processo de filiação, sai e vai para o outro partido não é um ato correto. Então, o partido ficou lá simplesmente fechado. Sem candidatos a prefeitos e não temos candidatos a vereador nenhum [...]. O partido se sentiu traído com esse movimento”, disse.

Leia também

>> Prates diz que confia “em suas articulações” para unir grupo político

Em tom de lamentação, o pedetista avaliou que não valia a pena atrair novas personalidades para o partido em apenas dois dias próximos do fim da janela partidária.

“Então, o partido ficou lá na bandeja, na estante, fechado, por esse ato que aconteceu, que eu não acho que seja correto para ninguém. É um ato isolado, espero que não tenha sido um ato isolado. [...]. Em Lauro de Freitas, o partido ficou sem representações”, acrescentou o deputado federal.

Nesse sentido, Félix afirmou que liberará os correligionários para votarem como quiserem e afirmou que o partido não apoiará a pré-candidata. Na oportunidade, ele também confirmou que se sentiu traído com a ação.

“Quem quiser apoiar ela [Débora Regis], apoia. Quem quiser apoiar o Rosalvo (PT), apoie. Eu ainda estou conversando a minha posição qual vai ser, mas o fato é que lá em Lauro de Freitas não há condições nenhuma do partido apoiar Débora", concluiu.

Assuntos relacionados

Débora Regjis eleições municipais Félix Mendonça Jr Lauro de Freitas PDT Rompimento político União Brasil

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

Débora Regjis eleições municipais Félix Mendonça Jr Lauro de Freitas PDT Rompimento político União Brasil

Repórter cidadão

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

Débora Regjis eleições municipais Félix Mendonça Jr Lauro de Freitas PDT Rompimento político União Brasil

Publicações Relacionadas

A tarde play
Em Lauro de Freitas, PDT não terá representação nas eleições
Play

Acompanhe a transmissão da mesa redonda sobre o balanço das eleições

Em Lauro de Freitas, PDT não terá representação nas eleições
Play

Áudio atribuído a músico de Oh Polêmico revela suposta ameaça

Em Lauro de Freitas, PDT não terá representação nas eleições
Play

Moema comemora visita de Dilma Rousseff a Lauro de Freitas

Em Lauro de Freitas, PDT não terá representação nas eleições
Play

Bolsonaro pede votos ao vivo durante culto evangélico em Salvador

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA