"Meu discurso levou à morte daquela pessoa?", questiona Bolsonaro

Bolsonaro disse que o crime foi estúpido e sem razão

Publicado sábado, 16 de julho de 2022 às 15:08 h | Atualizado em 16/07/2022, 15:20 | Autor: Da Redação
Bolsonaro considerou o crime estúpido e sem razão
Bolsonaro considerou o crime estúpido e sem razão -

O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a falar sobre a morte do guarda municipal Marcelo Arruda, que comemorava o aniversário de 50 anos em festa com o tema do PT, quando foi assassinado por um bolsonarista. Neste sábado, 16, ele participou de um culto em uma igreja evangélica em Natal, no Rio Grande do Norte.

Bolsonaro considerou o crime, cometido pelo policial penal federal Jorge José da Rocha Guaranho, apoiador do presidente, foi estúpido e sem razão.

“‘[Dizem] ‘Olha, o discurso dele levou à morte daquela pessoa lá em Foz do Iguaçu’. Meu Deus do céu. O meu discurso levou à morte daquela pessoa? Uma briga estúpida, sem razão?”, disse Bolsonaro.

O presidente frisou que as mortes violentas durante seu governo tiveram redução. “Em 2016, tivemos 61.000 mortes violentas no Brasil, a maioria por arma de fogo. Ano passada no meu governo passamos para 41.000, menos 20.000 mortes. Quem está no caminho certo? Quem está mentindo? Quem está tentando falar diferente para chegar ao poder? Em se chegando ao poder, ele impõe a sua linha”, disse Bolsonaro.

Publicações relacionadas