adblock ativo

Roberto Jefferson diz ser vítima de "golpe" dentro do PTB

Publicado às | Atualizado em 22/10/2021, 16:53 | Autor: Da Redação
Foto: Reprodução I Instagram
Foto: Reprodução I Instagram -
adblock ativo

O ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) se diz vítima de um "golpe" orquestrado por um grupo de cinco deputados federais do partido e um estadual, que pedem a sua expulsão pelos ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF).

O grupo também acusa o condenado no "Mensalão" de utilizar indevidamente o fundo partidário. Atualmente, o cacique, aliado do presidente Jair Bolsonaro, está preso no Rio de Janeiro a pedido do ministro Alexandre de Moraes, por incitar atos violentos e antidemocráticos.

O pedido é assinado pelos deputados federais Nivaldo Albuquerque (PTB-AL), Pedro Geromel (PTB-CE), Wilson Santiago (PTB-PB), Emanuel Pinheiro (PTB-MT) e José Costa (PTB-PA), além do estadual Antônio Albuquerque (PTB-AL), que também é presidente do PTB em Alagoas.

Jefferson se manifestou por meio de nota enviada à imprensa, em que chama o grupo de "conspirador", e se diz alvo de uma "tentativa de golpe" que tenta tomar o controle do Diretório Nacional da legenda.

"Não há qualquer cabimento [nesta] nova ação que o grupo conspirador pretende levar à frente. Temos certeza que o judiciário não dará voz a quem pretende derrubar no tapetão a Executiva Nacional eleita democraticamente pelos integrantes do partido", disparou o ex-deputado.

Os correligionários afirmam que Roberto Jefferson transformou o PTB em um "feudo pessoal" e utiliza os canais oficiais da sigla para promover discursos de ódio. Eles requerem na Justiça o seu afastamento devido "o "indubitável perigo de dano que agravaria ainda mais os prejuízos irreparáveis já sofridos pelo partido".

adblock ativo

Publicações relacionadas