Seis réus da Lava Jato vão pedir que o STF declare Curitiba incompetente para julgá-los

Publicado quarta-feira, 24 de março de 2021 às 08:22 h | Atualizado em 24/03/2021, 08:25 | Autor: Da Redação

A defesa de pelo menos seis réus da Operação Lava Jato estão preparando habeas corpus para o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), pedindo que ele reconheça que a 13ª Vara Federal de Curitiba, no Paraná, também era incompetente para julgá-los.

Nesta terça-feira, 23, a 2ª Turma do STF declarou, por 3 votos a 2, que o ex-juiz federal Sérgio Moro agiu com parcialidade ao condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no caso do Triplex do Guarujá (SP). A sentença que condenou Lula segue anulada por outra decisão, determinada pelo ministro Edson Fachin, que apontou incompetência da Justiça Federal do Paraná para analisar os processos do petista e tornou sem efeito as condenações pela Operação Lava Jato de Curitiba.

Entre os seis réus, estão o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, o ex-governador Sergio Cabral e o ex-senador Gim Argello. O ex-tesoureiro do PT José Vaccari Neto também prepara um recurso. Completam a lista os ex-diretores da Petrobras Renato Duque e Jorge Zelada.

Publicações relacionadas