Diretor do Procon-BA relata diminuição de fraudes durante a Black Friday

Publicado sexta-feira, 26 de novembro de 2021 às 09:03 h | Atualizado em 26/11/2021, 09:05 | Autor: Daniel Genonadio e Lucas Franco

Nesta sexta-feira, 26, marcada pelas promoções da Black Friday em todo o Brasil, o consumidor baiano pode ficar um pouco menos preocupado com os preços falsos, o que há alguns anos foi batizado de 'Black Fraude'. É o que relata o diretor de fiscalização do Procon-BA, Iratan Vilas Boas, que ao Portal A TARDE apontou uma diminuição de práticas que buscam enganar o consumidor.

Na prática, estabelecimentos aumentam valores dos produtos semanas antes da Black Friday, anunciam promoções voltando ao valor anterior e utilizam do movimento gerado pelo dia para aumentar suas vendas sem verdadeiramente diminuir os preços. O Procon busca diminuir a situação.

"O Procon-BA vem acompanhando a Black Friday desde o início e a chamada 'Black Fraude' vem sumindo das práticas encontradas. Isso é um ponto positivo. O consumidor hoje também é mais polido e faz uma pesquisa de preços. Nossos fiscais estão na rua fazendo a fiscalização", contou ao Portal A TARDE, o diretor de fiscalização.

Iratan Vilas Boas ainda explicou que o trabalho de fiscalização do Procon em relação a Black Friday começou há algumas semanas, com acompanhamento de preços de produtos escolhidos estrategicamente. Ele também apontou que grande parte das compras será feira de maneira virtual.

"Fizemos um acompanhamento de preços de forma estratégica para acompanhar se as empresas estão cumprindo aquilo que foi oferecido. A expectativa deste ano é que as compras virtuais tenham um aumento significativo em sua demanda em relação as lojas físicas. A pandemia empurrou os consumidores a usarem os serviços virtuais, mas o trabalho do Procon vai continuar e estaremos preparados para atender o consumidor que tiver algum problema", falou.

Para evitar casos de fraude, o Procon também conta com auxílio da população, que pode denunciar possíveis irregularidades através do aplicativo do Procon (PROCON BA Mobile) ou através do email ([email protected]).

"A colaboração do consumidor com as denúncias aumenta a capacidade de fiscalização do órgão, tenho em vista que o consumidor está em todos os locais ao mesmo tempo", falou o diretor.

Publicações relacionadas