adblock ativo

Nove das 14 vítimas de acidente áereo são identificadas

Publicado domingo, 24 de maio de 2009 às 21:51 h | Atualizado em 24/05/2009, 21:51 | Autor: Rodrigo Vilas Bôas, do A TARDE
Coordenador do DPT dá detalhes sobre trabalho dos peritos
Coordenador do DPT dá detalhes sobre trabalho dos peritos -
adblock ativo

Até agora foram identificados nove das 14 vítimas (10 adultos e 4 crianças, entre elasum bebê de seis meses) do acidente aéreo em Trancoso, na Bahia. Faltam ser identificados os corpos de Lucila Lins, Vera Lúcia Mércio, Nelson Caminha Affonseca e Rosângela Pereira Barbosa, além de ser confirmada, através de DNA, a identificação de uma das crianças.

O diretor do Departamento de Polícia Técnica da Bahia, Raul Barreto, disse que os laudos serão liberados nesta segunda, 25, assim como os corpos para a remoção.

Com a morte de todos os familiares do empresário Roger Ian Wright, 56 anos, o corpo dele só poderá ser removido do Instituto Médico Legal Nina Rodrigues, em Salvador, depois de ser reconhecido pelo seu meio-irmão, único familiar que está vivo e reside em Genebra, na Suécia

Alguns anos mais velho que o sócio-investidor da Arsenal Investimento, o meio-irmão, cujo nome não foi revelado, chegou neste domingo à noite em São Paulo e já coletou material para o exame de DNA no Instituto Médico de lá.

Depois disso, será preciso que ele venha à capital baiana ou, como explicou Barreto, envie uma procuração autorizando para que outra pessoa possa fazer a identificação.

De acordo com um familiar, uma profissional do IML de Salvador, de prenome Maria de Fátima, orientou os parentes a retornarem nesta segunda ao instituto, entre 11 horas e meio-dia. “Talvez já tenham terminado o trabalho de identificação”, acredita ele.

Durante o dia de domingo, foi movimentada a visita de parentes e amigos das vítimas ao Nina Rodrigues, a exemplo de Firmino Sampaio, amigo do pai de Lucila, ex-presidente da Eletrobrás.

Com a explosão do aeronave King Air B350, poucos pertences das vítimas foram recuperados, o que ajudaria na identificação dos corpos.

Sepultamento – Os corpos de 13 das 14 vítimas serão sepultados no mesmo local, provavelmente o Cemitério do Morumbi, na capital paulista, embora três das vítimas, a publicitária Heloísa Alquéres Wright, nora do banqueiro Roger Wright, o marido, Felipe Wright, e o filho Francisco Alquéres Wright, tenham parentes no Rio de Janeiro. Heloísa era filha do presidente da Light, José Luiz Alquéres, eleito recentemente presidente da Associação Comercial do Rio.

Natural do Rio Grande do Sul, Vera Lúcia Mércio, tia avó de Roger Wright, terá seu corpo levado à cidade de Porto Alegre para para ser sepultado, conforme informou o familiar.

adblock ativo

Publicações relacionadas