adblock ativo

Paralisação dos trabalhadores atinge bancos e coletivos

Publicado terça-feira, 09 de julho de 2013 às 16:18 h | Atualizado em 09/07/2013, 16:18 | Autor: Da Redação
adblock ativo

Representantes de, pelo menos, sete centrais sindicais participaram de uma reunião com trabalhadores de diversos setores no Sindicato dos Comerciários da Bahia, em Nazaré, na manhã desta terça-feira, 9, a fim de oficializar a paralisação geral, marcada para esta quinta, 11.

A mobilização pretende alcançar muitas categorias e algumas já foram confirmadas, como rodoviários, operários da construção civil e do polo, professores, comerciários, metalúrgicos, médicos e o funcionalismo público, de modo geral.

De acordo com informações do Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed), a paralisação não vai atingir urgência e emergência, mas consultas, cirurgias e outros procedimentos poderão ser adiados, bem como somente 30% da categoria, tanto do setor público, como do privado, deve trabalhar.

Já o Sindicato dos Bancários da Bahia (SBBA), orienta que a população realize serviços bancários na quarta, 10, ou sexta-feira,12, ou até mesmo pelo internet banking e caixas eletrônicos.

Segundo o presidente do Sindicato dos Comerciários da Bahia, Valter Adalberto, os comerciantes informais irão parar, mas os trabalhadores de shoppings centers de Salvador devem trabalhar normalmente. Uma reunião até a manhã desta quarta, 10, pode definir o fechamento de apenas um estabelecimento.

Os trabalhadores visam pressionar as autoridades para aprovações de projetos parados há anos no Congresso Nacional, promover melhorias na educação, no transporte, combater a violência com a juventude negra e dar fim ao projeto de lei 4330, favorável à terceirização.

A equipe de reportagem tentou contato com o Sindicato dos Rodoviários, mas não obteve êxito. 

adblock ativo

Publicações relacionadas