adblock ativo

Rodoviários e fiéis comemoram dia de São Cristóvão

Publicado sexta-feira, 25 de julho de 2008 às 14:53 h | Atualizado em 25/07/2008, 15:29 | Autor: Kleyzer Seixas, do A Tarde On Line
adblock ativo

Centenas de pessoas, a maioria motoristas, participaram na manhã desta sexta-feira, 25, das comemorações em louvor a São Cristóvão, considerado o padroeiro dos rodoviários. As homenagens ao santo que, segundo a liturgia, viveu na Síria no século III, começaram às 6h com uma alvorada de fogos na sede do sindicato dos rodoviários, em Brotas. Em seguida, o santo foi homenageado com missa e procissão.

A missa, um dos pontos altos da comemoração, contudo, não foi tão movimentada quanto em outros anos, segundo avaliaram alguns fiéis. A queda da participação na cerimônia decepcionou os vendedores ambulantes que ficaram com suas fitas e escapulários encalhados. “Não vendi nada das 6 às 10 horas”, queixou-se a ambulante Sônia Maria.

O aposentado Aureliano Francisco Rosa, de 68 anos, também lamentou a redução da quantidade de devotos. “Antigamente, este espaço da entrada da igreja ficava tão lotado que as pessoas encontravam dificuldade para transitar. Hoje, podemos passar com toda tranqüilidade, está muito vazio comparando com os anos anteriores”, comentou o caminhoneiro aposentado, que, como muitos fiéis, acordou cedo para acompanhar as celebrações.

Devoção - O ex-motorista que mora no bairro da Valéria despertou quando ainda era madrugada para chegar a tempo de assistir à alvorada de fogos realizada no bairro de Brotas, na sede do sindicato dos rodoviários. Depois, seguiu em procissão até certo trecho andando para chegar à Igreja da Conceição, no Comércio, onde faixas parabenizaram os motoristas pelo seu dia.

O percurso não é novidade para Aureliano. O mesmo trajeto é feito por ele desde o ano de 1970, quando começou a dirigir profissionalmente e passou a ser devoto do santo. “Sempre pedi proteção a ele, e nunca deixei de ser atendido. Trabalhei 30 anos em estradas de todo o Brasil e nunca tive um acidente durante todo esse tempo. Foi São Cristóvão que nunca me abandonou”, acrescentou o aposentado, que tem a imagem do santo em sua casa.

Outro que não abandona a réplica do protetor dos motoristas é o rodoviário Edson Brito, 49, que também estava na missa realizada na Igreja da Conceição da Praia, agradecendo pela proteção na profissão, considerado de risco. Os assaltos nas estradas, as más condições de algumas rodovias e as viagens durante a noite acabam deixando muitos rodoviários inseguros com a profissão, relatou Brito.

A crença na proteção de São Cristóvão, aliada a cuidados no trânsito, é a forma que Edson Brito encontrou para fazer suas viagens com tranqüilidade “Todos os dias acendo vela e rezo o pai nosso diante da imagem de São Cristóvão, que mandei um padre benzer. Ainda trago uma medalha com o rosto dele na minha carteira ”, contou o motorista.

Políticos - Nesta manhã, as comemorações em louvor ao padroeiro dos rodoviários, não tiveram somente o apelo religioso. O tom de campanha política também marcou a cerimônia na Conceição da Praia. Fotos com nomes de candidatos a prefeitos e a vereadores na sucessão municipal estampavam as camisas de muitos dos que foram à cerimônia.  O prefeiturável Walter Pinheiro (PT) foi o único que compareceu em pessoa.

Quem carregava o emblema de políticos e partidos, no entanto, afirmou que a festa era inteiramente religiosa. “Não tem nada a ver com política. Hoje, estamos aqui somente para reverenciar São Cristóvão”, disse Euvaldo Alves de Souza, 51, que vestia uma blusa com a imagem do santo e, ao lado, um adesivo de um dos candidatos à Prefeitura de Salvador. 

adblock ativo

Publicações relacionadas