adblock ativo

Tempo Presente

Publicado segunda-feira, 13 de fevereiro de 2006 às 00:00 h | Atualizado em 13/02/2006, 00:00 | Autor: JORNAL A TARDE
adblock ativo

Guardadores à solta



Entra administração, sai administração não há quem minore a situação de motoristas diante dos guardadores de carro clandestinos.



Agora, o preço é predeterminado.



A coisa deixou de ser gorjeta. Virou pagamento caro e obrigatório. E adiantado!



Dizem quanto querem e atualmente já colocam uma plaquinha com o preço pendurada no pára-brisa do veículo.



E ai daquele que diz não, como uma cidadã que foi à Praia de Itapuã, domingo passado. Quando voltou, sua mãe tinha sido xingada numa forte expressão riscada a prego na lataria do carro.



Até dentro do estacionamento da Fonte Nova já tem gente cobrando para “guardar” os veículos!!!



E a fiscalização, por onde anda?



Defensoria



A Defensoria Pública do Estado estará atendendo em postos itinerantes que serão instalados na Praça Municipal de Salvador amanhã, das 10 horas às 15 horas.



A intenção é fazer um grande mutirão para divulgar os serviços oferecidos pelo órgão, que este ano ganhou tríplice autonomia por causa da Emenda Constitucional 45, que lhe dá uma nova perspectiva, como instituição independente e desvinculada de qualquer órgão governamental.



Com a conquista da autonomia prevista pela Constituição Federal desde a aprovação da Emenda 45/04, que foi adequada à Constituição Estadual pela Emenda 11/05, a DPE passa a assumir com amplitude o papel de promover os direitos humanos e da cidadania, viabilizando o acesso dos necessitados à Justiça.



Os serviços são gratuitos.



Negado



Na última sexta-feira, o usuário do Planserv – portador de AVC – foi informado que seu pedido de atendimento por uma fonoaudióloga foi negado.



O procedimento foi recomendado por sua otorrinolaringologista.



Mas...o Planserv nega.



Disponibiliza o tratamento apenas para professores. Na ativa.



A alternativa encontrada pelo usuário não é buscar outro plano nem pagar em dinheiro o tratamento. Vai levar o caso à Justiça.



Lei



Respaldada por uma decisão unânime do Tribunal de Justiça da Bahia, a Prefeitura de Salvador vai intensificar a fiscalização do cumprimento da Lei Municipal 5.978/2001, mais conhecida como Lei dos 15 minutos, pelas agências bancárias de Salvador.



E esta lei está mesmo em vigor? Não parece...



Mato



Em Stella Maris, o mato alto em terrenos baldios da Rua Prof. Felipe Tiago Gomes já ultrapassa a altura dos muros de casas vizinhas.



Nos terrenos, também muito lixo e ratos, o que já afeta o bem-estar e o bom humor dos moradores da rua.



Rio Vermelho



No Parque Cruz Aguiar, há duas ruas paralelas.



A Rua Feira de Santana, bastante estreita, tem uma placa que indica mão dupla, determinação cumprida com dificuldade.



Na outra, a Rua Itabuna, bem larga, a placa indica sentido único.



Um estudo da área poderia adequar a situação...



Uruguai



Não chega a ser uma boa praça, mas a Anísio Ayres, no Uruguai, até que “dá para o gasto”.



Implantada acima do nível da rua, com mesas e banquinhos que tanto servem ao jogo de dominó quanto à reunião de amigos.



Só que a estrutura da praça é resultado da iniciativa da própria comunidade.   A prefeitura ainda não percebeu que, sendo melhor estruturada e recuperada, se transformaria numa valiosa – e uma das poucas – áreas de lazer e integração do bairro.



Basta melhorar.



Festeiros



Nem entramos no Carnaval e recém-saídos dos festejos de final de ano, os outdoors instalados nas principais avenidas da cidade já nos convidam para o São João em Amargosa.



Neste intervalo, ainda há micaretas.



Haja fôlego.



Uruguai



O terminal de ônibus e as ruas principais maltratados, mas varridos.



Nas ruas internas, muito lixo pelo chão.



Esta é uma queixa dos moradores de ruas próximas ao final de linha do Uruguai, na Cidade Baixa.



E não é só isso: os esgotos, na área, vivem permanentemente entupidos.



A qualquer chuva, a água invade casas e estabelecimentos comerciais.



Sem manutenção



Sábado à noite, estranhamente, os três caixas eletrônicos do Bradesco que ficam no estacionamento externo do Shopping Iguatemi estavam sem filas.



Havia uma explicação: nos três, não havia dinheiro disponível para saque. Em um deles, também não havia papel para impressão de recibos e extratos.



Ao lado, dois caixas do Banco 24 Horas, onde os clientes do Bradesco podem realizar operações bancárias.



Num deles, nenhum dinheiro para saque.



Num grande shopping, sábado, às 20 horas.



Não tem



Os alunos que passaram neste semestre para o Curso de Jornalismo na Faculdade Cidade, turno matutino, ficaram numa situação complicada.



Fizeram vestibular para o curso matutino, matricularam-se no curso matutino, mas, se quiserem, vão estudar à noite!



Não foi formada turma para a manhã.



Curiosa foi a sugestão dada pela administração da instituição aos estudantes. Ou fazem o curso à noite ou...mudam de curso!



Vocação é mesmo coisa do passado.



Disputa



Moradores próximos à quadra de esportes do Centro Social Urbano da Liberdade reclamam do que classificam de “barulho insuportável” provocado pelas partidas de futebol que ocorrem na área, todos os dias, durante o dia e à noite.



A algazarra tira o sossego e atrapalha o sono de adultos e crianças, garantem os reclamantes.



Na quadra, os jogadores parecem que estão em guerra. Um fala mais alto que o outro, xinga mais que o outro, dando a impressão de que não disputam só a bola.



Lá, parece que ganha quem fala mais alto, xinga mais alto ou incomoda mais...

adblock ativo

Publicações relacionadas