adblock ativo

Uma vida de cor e sabor

Publicado quinta-feira, 09 de fevereiro de 2006 às 00:00 h | Atualizado em 09/02/2006, 00:00 | Autor: JORNAL A TARDE
adblock ativo

O consumo regular de frutas é o item mais aconselhado pelos especialistas para quem quer se manter saudável no Verão



SANDRO LOBO




Muita festa, praia e badalação. Verão é época de se divertir mais que cotidianamente e, claro, de se cometerem alguns excessos como perder sono ou fazer os ponteiros da balança darem uma esticadinha. A recomendação geral dos nutricionistas é procurar uma alimentação leve para repor as energias e se manter dentro do peso. O consumo regular de frutas – que nesta época do ano enchem de cor e sabor os balaios das feiras e prateleiras de mercados – é o item mais aconselhado para quem quer se manter saudável até quando o outono chegar.



Em lugares como o Mercado das Sete Portas ou a Feira de São Joaquim, a variedade é muito grande, e o preço, bastante acessível, o que só reforça a sugestão dos especialistas. “As frutas são alimentos muito ricos, várias substâncias importantes para o organismo humano, que ajudam a evitar doenças e melhorar a qualidade de vida”, diz a nutricionista Amélia Duarte.



Quem tem pavor de envelhecer antes da hora tem mais motivo ainda para cair de boca. “Elas contêm vitaminas antioxidantes que protegem nossas células dos radicais livres e, assim, desaceleram o processo de envelhecimento”, explica.



Mitos como o de que não se deve comer essa ou aquela fruta nesta ou naquela situação são pura balela. Não há contra-indicações, a não ser que, por muito azar, você esteja sob uma dieta muito rigorosa por conta de alguma restrição gravíssima de saúde. Mesmo a manga e a jaca – que é uma fruta de porte, digamos, respeitável, considerada “forte” no falar do povo – não têm problemas de ser consumidas a qualquer hora do dia, com ou sem leite. Naturalmente deve-se observar as porções, em função da quantidade de calorias e da ingestão com outros alimentos.



O bom funcionamento intestinal pode ser alcançado através das frutas. “As fibras ajudam nisso, o que vai resultar numa pele mais bonita, em mais saúde, e até na prevenção de doenças como o câncer, que acomete mais as pessoas que têm prisão de ventre. Está provado cientificamente”, atesta a nutricionista. As substâncias bioativas também são verdadeiros remédios. “Funcionam como medicação. A goiaba, por exemplo, tem licopeno, que protege contra o câncer de próstata. Já o consumo da banana aumenta a produção de serotonina, que é um neurotransmissor responsável pelo bom humor”, exemplifica.



Lanche com frutas – A professora Regina Oliveira, 41 anos, diz que toda semana vai com o marido à Feira de São Joaquim para adquirir frutas mais frescas e de boa qualidade. “Já virou um costume.



Até meu filho pequeno, que tem 5 anos, já estranha quando não vê a fruteira recheada em cima da mesa depois do almoço. Estamos acostumando ele a fazer lanche com frutas ou sucos de frutas à tarde. É mais econômico que gastar com iogurtes e doces, além de ser muito mais saudável para ele”, diz ela, como uma empenhada dona-de-casa. “O único problema é esse daí (aponta para o marido), que toda hora quer suco, mas não quer fazer, só beber. Aí, sobra para quem?”, brinca.



O administrador Saulo Robledo, 30 anos, também se interessa pelas frutas, mas não necessariamente por conta de seus aspectos nutritivos. Assim como grande parte dos baianos e turistas que chegam a Salvador durante o verão, ele não abre mão de bebericar algumas “roscas” – bebidas à base de suco de frutas com vodka – quando vai à praia ou está com os amigos. “É uma bebida refrescante que cai bem com o clima da cidade. O ideal é consumir moderadamente, e de preferência à noite, porque o álcool é forte para enfrentar o sol quente e desidrata mais rápido”, diz ele, com ares de entendido.   



Produção diversificada aumenta a oferta



Diferentemente do que acontecia há alguns anos, hoje é possível encontrar uma variedade maior de frutas em épocas diferentes do ano. Uma delas é o abacaxi, que do ponto de vista técnico, é a fruteira que o homem consegue manipular mais facilmente com relação à época de produção. Mesmo havendo ainda um período em que a fruta não está tão disponível nas feiras, ela é oferecida em alguma quantidade durante todo o ano.



O pesquisador Domingo Haroldo Reinhardt, que é especialista em cultura do Abacaxi da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) na unidade de Mandioca e Fruticultura de Cruz das Almas, destaca que a tecnologia de indução floral - que força a planta a iniciar sua floração e frutificação através da aplicação de fitoreguladores como o acetileno e o etileno – modificou o antigo quadro. “Antes havia uma concentração da produção e oferta no final de ano. Isso mudou, você praticamente encontra abacaxi durante o ano todo, embora exista ainda uma entressafra (período de menor oferta), mas se encontra.



O uso dos fitoreguladores permite escalonar a produção, mais especificamente de frutas como o abacaxi, a manga e a laranja, que possuem algumas variedades (tipos diferentes da mesma fruta). “Os projetos de irrigação também ajudam porque permitem distribuir melhor a época do plantio, que não depende mais das chuvas. Outro aspecto é diversificação das espécies, como plantar variedades diferentes de manga, por exemplo. Cada variedade pode ter precocidade maior de produção. Com a laranja também é assim -há as de maturação precoces, média-estação e maturação tardia”, enksina.



ALGUMAS PROPRIEDADES



ABACATE




Recomendações: Artrose, artrite, redução de inchaço nos pés, reumatismo, dores e travamento das mãos. Sugere-se picar no liquidificador o caroço fresco, colocando mais ou menos meio copo de água filtrada até virar creme. Em um pote fundo, coloca-se uma xícara de sal e, em cima, o creme do caroço batido. Sobre isso, água fervente no copo onde se bateu o caroço. Juntar depois água natural ou resfriada, mas deixando-a o mais quente possível onde possa introduzir o membro afetado, que deve ser mantido por no mínimo meia hora, até uma hora. Deve-se ir acrescentando mais água quente para manter a temperatura alta.



GUARANÁ



Recomendações: Uma pesquisa da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Universidade de São Paulo (USP) revelou que o guaraná pode ter um importante potencial quimiopreventivo. Para o cansaço e fadiga, é utilizado em poucas quantidades com água como fonte de energia.



MARACUJÁ



Recomendações: O principal uso do maracujá é sob a forma de sucos, doces, geléias, sorvetes, licores etc. O seu suco é uma boa fonte de vitamina A e C, além daquelas do complexo B, B1, B2 e B5. Também é rico em minerais como cálcio, fósforo e ferro. Entre as

várias propriedades terapêuticas, ressalta-se o valor medicinal nas folhas e na polpa, que contém a passiflorina, um sedativo natural, além da calmofilase e maracugina. O seu uso como medicamento é um hábito utilizado pela humanidade há muito tempo. O chá, na forma de infusão das folhas, é utilizado em casos de alcoolismo crônico, asma, coqueluche, convulsão infantil, delirium-tremens, diarréia, desinteria, dor de cabeça nervosa, erisipelas, úlceras e nevralgias, entre outras várias enfermidades. Entretanto, as folhas na forma de chá devem ser usadas moderadamente, devido à existência na sua composição química de substâncias cianogênicas que ocorrem também nos frutos. O uso do maracujá é contra-indicado para pessoas que apresentam pressão sangüínea baixa.



MANGA



Recomendações: Experiências feitas com camundongos apontaram uma redução significativa (66%) dos índices de glicemia (açúcar no sangue), o que levou pesquisadores a acreditarem que a manga

tenha um bom potencial para o combate do diabetes. A fruta é rica em fibras, particularmente pectina, fibra solúvel capaz de atrasar o esvaziamento gástrico, tornando mais lenta a taxa de absorção da glicose.



UVA



Recomendações: Uma uva de tipo Isabel (Vitis labrusca), que possui frutos pequenos, de coloração negra, usados na preparação de sucos e de

vinhos (os chamados vinhos de colono), vem sendo utilizada para a extração de um suco com propriedades anti-hipertensivas de sua casca, processo patenteado pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Em breve, o composto extraído da casca da uva poderá

ser colocado no mercado como produto fitoterápico

em forma de cápsulas.

adblock ativo

Publicações relacionadas