Morre a jornalista Ana Calazans vítima de câncer

Publicado domingo, 28 de novembro de 2021 às 19:32 h | Atualizado em 28/11/2021, 19:40 | Autor: Da Redação

Faleceu neste domingo, 28, em Maceió, a jornalista Ana Calazans, que por cerca de 30 anos atuou no mercado baiano, na cobertura política em veículos impressos e na área de comunicação organizacional. Natural de Alagoas, Ana estava em tratamento contra um câncer e deixa um filho, Ian Nunes.

Formada pela Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 1993 e mestre em Filosofia Contemporânea pelo Programa de Pós­graduação em Filosofia pela mesma instituição, Ana atuou, ao longo da década de 1990, como repórter e editora de Política em jornais de Salvador - Tribuna da Bahia, Bahia Hoje e Correio da Bahia. Também foi assessora de Comunicação da Liderança do Governo na Assembléia Legislativa da Bahia (Alba), da Presidência da Alba e da Governadoria do Estado. Durante 11 anos coordenou a área de Comunicação e Marketing das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), e também a Comunicação do Processo de Canonização de Irmã Dulce.

A trajetória profissional incluiu, ainda, atuações em pesquisa e redação na área publicitária. De volta a Alagoas, trabalhava há cerca de quatro anos como redatora freelancer na Agência Alagoas, do Governo do Estado.

Em postagem nas redes sociais, o filho Ian relatou que apesar de estar enfrentando tratamento quimioterápico ela foi recentemente aprovada no exame de Karatê, conquistando a faixa marrom. Ele descreveu a mãe como "ser humano íntegro, profundo, culto e cheio de luz". Nas redes, os amigos baianos prestaram homenagens destacando qualidades como doçura, inteligência e generosidade.

Imagem ilustrativa da imagem Morre a jornalista Ana Calazans vítima de câncer
A jornalista Ana Calazans atuou por cerca de 30 anos no mercado baiano

Publicações relacionadas