PM realiza instrução de tropas a pé e a cavalo para Ba-Vi; vídeo | A TARDE
Atarde > Bahia

PM realiza instrução de tropas a pé e a cavalo para Ba-Vi; vídeo

Ação foi realizada na tarde desta quinta-feira, 04, na sede do Esquadrão de Polícia Montada.

Publicado quinta-feira, 04 de abril de 2024 às 17:01 h | Atualizado em 04/04/2024, 17:27 | Autor: Gabriel Gonçalves
Instrução foi realizada na tarde desta quinta-feira, 03.
Instrução foi realizada na tarde desta quinta-feira, 03. -

Foi realizada na tarde desta quinta-feira, 04, na sede do Esquadrão de Policia Montada da PM, em Salvador, a instrução das tropas que irão atuar no Ba-Vi deste domingo e outros clássicos do futebol baiano. [assista vídeo abaixo]


Participaram da ação cerca de 50 policiais militares que atuam nas ações de Controle de Distúrbios Civis (CDC), lotados no Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos (Bepe) e na Cavalaria da PM, ambas unidades especializadas. Na instrução, foram utilizados também 22 cavalos treinados na atividade de choque montado para a contenção de tumultos.

O Major PM Moreno, comandante do Esquadrão de Polícia Montada, explica que o objetivo da instrução é preparar os policiais para atuar na dispersão de tumultos nas área externa do estádio.

"Uma das nossas missões é fazer o controle de tumultos e distúrbio civil a cavalo, só que a cavalaria não atua sem a tropa a pé. Então a tropa apé do Bepe, ou do Batalhão de Choque, ou de uma Cipe, por exemplo, faz o primeiro contato, negocia... Se não resolveu, age com munição química, avanço no terreno, uso do elastômero (bala de borracha). Não resolveu a turba, a tropa a pé abre e dá espaço para a cavalaria atuar, para dispersar essa multidão que está causando qualquer tipo de distúrbio", diz.

Major PM Moreno, Comandante do Esquadrão de Polícia Montada
Major PM Moreno, Comandante do Esquadrão de Polícia Montada |  Foto: Gabriel Gonçalves

O comandante, no entanto, ressalta que é dever deles estarem preparados qualquer situação que possa surgir, mas que a atuação das forças de choque e cavalaria depende dos torcedores.

"A gente pede sempre que o torcedor vá ao jogo imbuído do sentimento de paz. O que nós técnicos da segurança pública precisamos é ter o recurso pronto, tecnicamente falando, caso haja necessidade. Mas a ideia é não precisar utilizar. Nossa doutrina aqui é negociar, negociar e negociar. Caso não haja um retorno positivo dessa negociação, é que as tropas de choque agem", acrescenta o comandante.

Durante a instrução, alunos aspirantes à PM simularam a atuação de uma multidão criando confusão para, desta forma, as tropas de choque, a pé e a cavalo, poderem praticar os movimentos de atuação.

O Ba-Vi deste domingo está marcado para as 16h, na Arena Fonte Nova e é a partida decisiva do Campeonato Baiano.

Leia mais:

Confira como adquirir os últimos ingressos para o clássico Ba-Vi

Emerson Ricardo é escalado para apitar o Ba-Vi deste domingo, 7

Confiantes, rubro-negros apostam em título do Vitória na Fonte Nova

Com Bahia em desvantagem, tricolores acreditam no título do Baianão

Instrução desta quinta-feira teve como objetivo preparar as tropas de choque a pé e a cavalo para atuar no Ba-Vi de domingo
Instrução desta quinta-feira teve como objetivo preparar as tropas de choque a pé e a cavalo para atuar no Ba-Vi de domingo |  Foto: Gabriel Gonçalves

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS