Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > BRASIL
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
12/05/2023 às 8:08 • Atualizada em 12/05/2023 às 8:21 - há XX semanas | Autor: Da Redação

TRAGÉDIA EVITÁVEL

Governo Bolsonaro sabia de garimpo em Terra Yanomami, mas se omitiu

Documentos detalhados apontaram para o avanço da atividade que causou morticínio e subnutrição

Foram encontrados pontos de garimpo nas calhas dos rios Uraricoera, Couto Magalhães, Auaris, Parima e Mucajaí
Foram encontrados pontos de garimpo nas calhas dos rios Uraricoera, Couto Magalhães, Auaris, Parima e Mucajaí -

Apesar de receber, em agosto de 2022, informações sobre o avanço do garimpo em Terra Yanomami, com identificação de mais de 80 pontos ligados à atividade que causou morticínio e subnutrição na região, o governo de Jair Bolsonaro (PL) não agiu, apontou reportagem do portal Uol publicada nesta sexta-feira, 12.

Os documentos produzidos pela Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai), que compõem o que a reportagem chamou de "o maior raio-x da situação de que se tem notícia", encontrou pontos de garimpo nas calhas dos rios Uraricoera, Couto Magalhães, Auaris, Parima e Mucajaí, com 18 pistas de pouso só na área inspecionada, 13 pontos de apoio e três áreas descritas como portos.

Então presidente da Funai, Marcelo Xavier pediu que o Ministério da Justiça coordenasse uma operação. Um ofício foi enviado em 12 de agosto, mas no dia 17 daquele mês o processo parou definitivamente de ser movimentado pela gestão Bolsonaro.

Duas semanas após o relatório ser enterrado, o então vice-presidente da República, Hamilton Mourão (Republicanos), revelou saber sobre a crise dos yanomamis, mas alegou que faltou dinheiro para que a situação fosse resolvida.

Leia mais: Crise do povo Yanomami será enviada para Tribunal em Haia

O Ministério da Saúde do governo atual apontou que, entre janeiro e fevereiro de 2023, 42 indígenas morreram em Terra Yanomami. As principais causas dos óbitos foram desnutrição grave, diarreia e pneumonia, doenças associadas à fome.

Assuntos relacionados

Bolsonaro Governo Bolsonaro indígenas Jair Bolsonaro Terra Yanomami Yanomami

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

Bolsonaro Governo Bolsonaro indígenas Jair Bolsonaro Terra Yanomami Yanomami

Cidadão Repórter

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

Bolsonaro Governo Bolsonaro indígenas Jair Bolsonaro Terra Yanomami Yanomami

Publicações Relacionadas

A tarde play
Foram encontrados pontos de garimpo nas calhas dos rios Uraricoera, Couto Magalhães, Auaris, Parima e Mucajaí
Play

Pastor diz que autismo é "diabo visitando ventre das desprotegidas"

Foram encontrados pontos de garimpo nas calhas dos rios Uraricoera, Couto Magalhães, Auaris, Parima e Mucajaí
Play

Saiba quem é o homem que destruiu carros com retroescavadeira

Foram encontrados pontos de garimpo nas calhas dos rios Uraricoera, Couto Magalhães, Auaris, Parima e Mucajaí
Play

VÍDEO: advogado dá voz de prisão para juíza durante audiência

Foram encontrados pontos de garimpo nas calhas dos rios Uraricoera, Couto Magalhães, Auaris, Parima e Mucajaí
Play

Vídeo: Homem tenta fugir e fica preso entre grades de cela

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA