Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > BRASIL
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
08/07/2024 às 21:06 • Atualizada em 08/07/2024 às 21:21 - há XX semanas | Autor: Da Redação

ESPERANÇA

"Insuportável": jovem tenta tratamento final para 'pior dor do mundo'

As dores da neuralgia do trigêmeo são comparadas a choques elétricos e até a facadas

Imagem ilustrativa da imagem "Insuportável": jovem tenta tratamento final para 'pior dor do mundo'
-

A estudante mineira Carolina Arruda, que tem neuralgia do trigêmeo, doença da "pior dor do mundo", foi internada nesta segunda-feira, 8, para passar por tratamento que busca reduzir as dores constantes e intensas que ela sente.

A estudante de medicina veterinária ainda não descarta eutanásia no exterior, mas disse, em entrevista ao G1, que pode reavaliar decisão a depender do resultado do tratamento. De acordo com a jovem, o médico intervencionista da dor e diretor clínico da unidade hospitalar no Sul de Minas, Carlos Marcelo, se ofereceu para ajudá-la após a repercussão do caso. A estudante chegou a arrecadar mais de R$ 80 mil para fazer eutanásia.

"Diante da repercussão do meu caso, o médico se disponibilizou a realizar alguns tratamentos a custo zero. Já estou internada e a proposta é que ele me induza ao sono para 'reiniciar o meu cérebro'. Vou ficar na UTI e dentro de até 20 dias ele vai avaliar o procedimento a ser feito, podendo ser radiofrequência, bomba de morfina ou a implantação de um eletrodo. O método vai depender da minha resposta", explicou Carolina Arruda.

Entenda a dor

As dores da neuralgia do trigêmeo são comparadas a choques elétricos e até a facadas. Ainda de acordo com Carolina, se bem sucedido, o tratamento poderá diminuir as dores em até 50%.

Mesmo tendo passado por mais de 50 médicos e diversos procedimentos médicos, a moradora de Bambuí aceitou mais uma tentativa de tratamento. Contudo, ela ainda mantém a campanha na internet para conseguir recursos financeiros e ser submetida ao suicídio assistido na Suíça.

"O processo da eutanásia/suicídio assistido é muito burocrático, demora muito tempo. Estimo que deve levar dois anos para conseguir a documentação. Então, por isso, eu estou fazendo os tratamentos para as dores para que, nesse período que aguardo a burocracia, eu tenha o mínimo possível de dor. Isso não quer dizer que eu vá desistir da eutanásia, tudo vai depender dos resultados", disse a jovem.

Como tudo começou

Carolina Arruda mora em Bambuí, no Centro-Oeste de Minas Gerais, e é estudante de medicina veterinária. Casada há três anos e mãe de uma menina de 10, Carolina começou a sentir as dores aos 16 anos, quando estava grávida e se recuperava de dengue.

O diagnóstico que Carolina Arruda sofre da 'pior dor do mundo' foi feito há 7 anos pelo neurocirurgião Marcelo Senna, que tem mais de 30 anos de experiência com a neuralgia do trigêmeo. Senna foi procurado por Carolina, à época com 20 anos, quando ela já convivia com as dores há quatro anos e já tinha passado por vários médicos.

Entenda a doença

A neuralgia do trigêmeo, também conhecida como a "doença do suicídio", e comparada a choques elétricos e até a facadas. O trigêmeo é um dos maiores nervos do corpo humano. Ele leva esse nome porque se divide em três ramos: oftálmico; maxilar, que acompanha o maxilar superior e o ramo mandibular, que acompanha a mandíbula ou maxilar inferior.

A doença normalmente atinge um lado do rosto. Em casos mais raros, pode atingir os dois — como é o caso da estudante de veterinária.

Segundo os especialistas, a dor causada pela doença é uma das piores do mundo. Ela não é constante fora das crises, mas é disparada por alguns gatilhos que, na verdade, fazem parte das vida cotidiana como falar, mastigar, o toque durante a escovação ou barbear e até com a brisa do vento sobre o rosto.

Veja também:

>> Morre Dai Cruz, influenciadora baiana que tinha doença rara

>> “Ele é um milagre”, diz Zé Vaqueiro sobre filho com doença rara

>> Síndrome de Patau: o que é a doença genética do filho de Zé Vaqueiro

Assuntos relacionados

eutanásia medicina intervencionista neuralgia do trigêmeo saúde mental Suicídio assistido tratamento da dor

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

eutanásia medicina intervencionista neuralgia do trigêmeo saúde mental Suicídio assistido tratamento da dor

Cidadão Repórter

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

eutanásia medicina intervencionista neuralgia do trigêmeo saúde mental Suicídio assistido tratamento da dor

Publicações Relacionadas

A tarde play
Play

Pastor diz que autismo é "diabo visitando ventre das desprotegidas"

Play

Saiba quem é o homem que destruiu carros com retroescavadeira

Play

VÍDEO: advogado dá voz de prisão para juíza durante audiência

Play

Vídeo: Homem tenta fugir e fica preso entre grades de cela

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA