Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > política > BRASIL
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
10/07/2024 às 16:42 - há XX semanas | Autor: Da Redação

NA CCJ

Senado adia votação de PEC do BC após governo sinalizar acordo

Líder do governo, Jaques Wagner afirmou que gestão petista não é contra autonomia financeira da instituição

O adiamento ocorreu na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa nesta quarta-feira, 10
O adiamento ocorreu na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa nesta quarta-feira, 10 -

O Senado adiou a votação da PEC do Banco Central após o governo sinalizar acordo. O líder do governo, senador Jaques Wagner, afirmou que gestão petista não é contra autonomia financeira da instituição, mas pontuou ser contrário a criação de empresa.

O adiamento ocorreu na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa nesta quarta-feira, 10.

Leia também:

>> Elogiado por Lula, Galípolo pode se tornar presidente do BC; entenda

>> Confira a lista de medicamentos que ficarão mais acessíveis com a nova alíquota!

>> Haddad propõe devolver parte de imposto aos pobres

Depois de reuniões com Lula e o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, Wagner disse: "A autonomia financeira do Bacen, não há nenhum problema conosco, nenhum. A forma de atingi-la é que nós não concordamos, de transformar o Bacen em uma empresa. Para transformar, da forma que está o relatório, tem figuras como celetista estável. São figuras exóticas, eu diria, no mínimo."

Com o adiamento, a comissão deve se reunir novamente de forma semipresencial na quarta-feira da próxima semana, véspera do recesso parlamentar, segundo o presidente do colegiado, senador Davi Alcolumbre (União Brasil-AP).

Na última terça, 9, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou que era momento de "botar água na fervura" pois ainda não havia perspectiva de colocar a PEC em votação no plenário da Casa.

PEC

A PEC teve parecer favorável lido pelo relator, senador Plínio Valério (PSDB-AM), na semana passada, mas a discussão na CCJ foi adiada depois de um pedido de vista coletivo.

A proposta prevê transformar o Banco Central de autarquia para empresa pública de natureza especial, para que exerça atividade estatal.

Mesmo sendo de ter autonomia operacional assegurada por lei desde 2021, a autoridade monetária não tem poder sobre o próprio orçamento.

Assuntos relacionados

banco central ccj comissão de constituição e justiça economia legislação PEC do Banco Central Política Senado

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

banco central ccj comissão de constituição e justiça economia legislação PEC do Banco Central Política Senado

Cidadão Repórter

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

banco central ccj comissão de constituição e justiça economia legislação PEC do Banco Central Política Senado

Publicações Relacionadas

A tarde play
O adiamento ocorreu na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa nesta quarta-feira, 10
Play

Pablo Marçal bate boca com jornalista do SBT; assista

O adiamento ocorreu na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa nesta quarta-feira, 10
Play

Ramagem coloca Bolsonaro na berlinda em escândalo de gravação

O adiamento ocorreu na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa nesta quarta-feira, 10
Play

Bolsonaro chora durante evento conservador; veja

O adiamento ocorreu na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa nesta quarta-feira, 10
Play

Bolsonaro e Milei assistem juntos derrota do Brasil na Copa América

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA