adblock ativo

Brown: "Será um show de muita emoção e comoção no TCA"

Publicado quinta-feira, 06 de outubro de 2016 às 07:17 h | Atualizado em 06/10/2016, 10:28 | Autor: Gabriel Serravale
Carlinhos Brown
Carlinhos Brown -
adblock ativo

Desde que iniciou a carreira solo, há 20 anos, Carlinhos Brown ganhou notoriedade por mostrar uma obra musical que ia muito além do axé music. Para relembrar algumas das canções que, de lá para cá, marcaram o público, o artista lançou a turnê Antonio Carlos Brown - Um Popular Brasileiro, que chega a Salvador neste fim de semana. Serão dois shows, um no sábado e outro no domingo, no Teatro Castro Alves (TCA).

A proposta é fazer um passeio pela memória musical de Brown desde o primeiro trabalho pós-Timbalada. O repertório vai do álbum Alfagamabetizado, passando pelo Tribalistas, até chegar no recém-lançado  Artefireaccua - Incinerando o Inferno.

"Eu vim do Alfagamabetizado pra cá e encontrei um repertório que eu não precisava atualizar, porque o tipo de sonoridade, de tema e de tudo o que eu consegui dizer lá atrás servem para a realidade de hoje", diz o cantor, que vai relembrar canções como Te Amo Família, Tantinho e Você, o Amor e Eu.

Será um show diferente daqueles que o baiano está acostumado a ver no verão de Salvador, como o Sarau Du Brown, por exemplo. Por isso o "cacique" avisa: "Quem for ao Teatro Castro Alves não espere ver Carnaval. Mas também não vai ver velório. É uma apresentação preparada para entreter o público e as pessoas cantam do início ao fim. Acima de tudo, será um show de muita emoção e participação".

Show para teatro

A diferença do novo show de Carlinhos Brown em relação àqueles marcados pelo agito não está só no repertório. O artista explica que trata-se de um espetáculo preparado para ser realizado em um ambiente específico. "É um show de teatro, porque isso sempre foi a minha vocação. O meu talento cancioneiro também puxa pra algo muito teatral. E nesse espaço eu me considero muito mais inteiro como artista", salienta.

E para tornar o espetáculo completo, o músico baiano convidou o diretor artístico Paulo Borges, parceiro de outros trabalhos. Com a soma criativa entre os dois, Antonio Carlos Brown ganha cenários e iluminações especiais, objetos cênicos e projeções de imagens.

Além disso, Brown prepara alguns momentos especiais para o show. Ele vai dividir a voz com Caetano Veloso, Chico Buarque e Arnaldo Antunes, que, apesar de não estarem presentes no palco, participam em áudio.  

Paxuá e Paramim

Entre um show e outro, Carlinhos Brown vai se dedicar a outro trabalho. Na tarde de domingo, também no Teatro Castro Alves, ele faz o show de lançamento na Bahia do Projeto Educativo Paxuá e Paramim.

Fruto de uma parceria entre o artista e o Grupo Neoenergia (Coelba), o projeto, voltado para crianças, tem a proposta de tratar de temas como o uso seguro e consciente de energia e preservação do meio ambiente de uma  forma lúdica, utilizando os personagens indígenas criados por Brown, Paxuá e Paramim.

Para isso foram feitos revistas em quadrinhos, uma webserie de 10 episódios em animação 2D, games para web, aplicativos para smartphone, jogo educativo e paper toys dos personagens. Para Carlinhos Brown, Paxuá e Paramim estão cumprindo o papel para o qual foram criados. "Eles não foram feitos para fins comerciais. Eles nasceram para serem arte-educadores".

No show no TCA, o artista vai lançar todo esse material e vai contar com as presenças de Milla Franco e Rogério Lustosa, do grupo infantil Dó Ré Mi Lá. A apresentação será voltada para estudantes de escolas públicas e privadas que ganharam os ingressos por meio de sorteio.

adblock ativo

Publicações relacionadas