adblock ativo

'Feira na Feira' abre shows de Réveillon em Salvador

Publicado sábado, 27 de dezembro de 2014 às 21:44 h | Atualizado em 27/12/2014, 21:44 | Autor: Priscila Machado
Russo Passapusso, vocalista da BaianaSystem, aposta na identificação com o cenário e os comerciantes
Russo Passapusso, vocalista da BaianaSystem, aposta na identificação com o cenário e os comerciantes -
adblock ativo

"Salvador está em festa vou cantar (…) Janaína Yemanjá". E se ele canta, é sinal de que, quem gosta de canções bem produzidas e da mistura de ritmos brasileiros com o eletrônico, estará na Feira de São Joaquim, na tarde deste domingo, 28.

Para quem não conhece, a letra é de autoria do cantor pernambucano Otto, que se apresenta às 14h30, na 'Feira na Feira', edição especial da Feira da Cidade, que dará início aos oito dias de shows do Réveillon na capital baiana.

Essa será uma oportunidade única para a geógrafa Erica Daniela Sandes, 30, que veio de Vitória da Conquista só para curtir o som do também compositor e percusionista.

"Eu curto Otto desde os seus primeiros trabalhos, me chama muito a atenção a forma como ele exprime a leitura de mundo dele nas canções e o resgate dos ritmos regionais, com um toque que é bem autêntico", diz Erica.

O grupo BaianaSystem, que toca às 13h, também  atrairá muitos fãs. A administradora Roberta Santos, 32, é uma delas. "A proposta é maravilhosa. Terei a oportunidade de curtir o ótimo trabalho do grupo, gratuitamente. O BaianaSystem se destaca no cenário musical baiano pela originalidade", opinou.

O vocalista Russo Passapusso promete levar uma boa mensagem para o público: "O trabalho de amanhã (domingo) terá tudo haver com o dia na feira. Nós temos letras que contemplam isso. Quando recebi o convite, fiquei feliz, porque o espaço tem tudo a ver com o nosso trabalho", contou.

Russo lembrou que quando gravou o melô do vatapá no local interagiu bastante com os feirantes. "A feira tem vários pedaços da Bahia, o artesanato, a comida. É o símbolo da cultura baiana. E lá tem muita musicalidade também. O pescador vende o peixe cantando ao feirante que também vende cantando", afirmou.

O vocalista promete participações especiais durante a apresentação da banda.

Novidades

Por volta das 8h, o café da manhã da Dadá - com inhame, cuscuz, lelê, e pirão de aipim com rabada  e carne de sol - abrirá o evento.

Neste momento, sobe ao palco a escola de Samba Filhos da Feira, formada por comerciantes de São Joaquim.

A Feira na Feira ocorre das 8h as 18h, com a presença de 40 expositores de gastronomia, antiguidade e artesanato. As fichas para a compra de alimentos e demais artigos custam  R$ 5, R$ 10 e R$ 15.

O cardápio conta com o brigadeiro de colher, do 'Quatro Chefs', o bolo de churros de Duda Lima e os hamburgueres de costela (do Coz 2) e de fraldinha (do Cozinha de Guerrilha).

Será possível estacionar nas avenidas Engenheiro Oscar Pontes (em frente à feira) e Jequitaia.

Realizado desde agosto, o evento já é conhecido por levar  música, vinil, moda, design e artes visuais a pontos turísticos da cidade. A curadora Carla Maciel diz que levá-lo a São Joaquim era um sonho, devido à importância do espaço  para a cultura popular baiana.

adblock ativo

Publicações relacionadas