Mais de 150 mil pessoas acompanharam apresentações do 'TCA em Casa'

Publicado sexta-feira, 25 de dezembro de 2020 às 09:02 h | Atualizado em 21/01/2021, 00:00 | Autor: Da Redação

Desde o começo da pandemia do novo coronavírus, mais de 150 mil pessoas acompanharam as ações realizadas pelo Teatro Castro Alves com as apresentações do projeto 'TCA em Casa'. A agenda online foi iniciada em março e manteve como objetivo a transmissão de atividades de difusão da arte e promoção do acesso aos seus produtos, de formação e qualificação, bem como de resgate de memórias e compartilhamento de informações.

Domingo no TCA

Logo após os primeiros decretos das políticas de distanciamento social, a edição do Domingo do TCA que estava previamente agendada para o mês de março foi realizada através de exibição de conteúdo gravado, transferindo para a internet o espetáculo teatral “Foi Por Esse Amor”, protagonizado pelos atores João Guisande e Antônio Roque.

As edições voltaram a ser mensais, sempre no canal de YouTube do TCA, a partir de junho, com “40 em 40 – 40 anos em 40 minutos”, um conjunto de oito curtas-metragens, de cinco minutos cada, assinados por diferentes cineastas baianos, que contam a história do TCA no marco do que foi o seu aniversário de 40 anos.

Em julho, foi vez do “CineConcerto”, projeto consagrado da Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA) que tem como objetivo ampliar o público de música de concerto ao mostrar sua proximidade fundamental com o cinema. Em agosto, o Balé Teatro Castro Alves (BTCA) trouxe “Lub Dub”, estreado em 2017 e considerado um dos 10 espetáculos de dança fundamentais daquele ano pela revista Bravo!.

Setembro foi mês de cinema com o filme “Saudade”, longa-metragem documental dirigido por Paulo Caldas que busca entender o significado desta palavra portuguesa dita “intraduzível”. “A História do Soldado”, criação conjunta do BTCA e da OSBA que revive a obra da composição do russo Igor Stravinsky (1882-1971), a partir de texto do suíço Charles-Ferdinand Ramuz (1878-1947), foi a atração de outubro. Em novembro, Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz ofereceram registro em vídeo de um concerto realizado na Filadélfia, no Temple University Performing Arts Center (TPAC).

Para fechar, em dezembro, foi disponibilizada a íntegra do concerto “Natal na Espanha”, da OSBA, realizado para uma plateia lotada na Concha Acústica do TCA no ano passado. Na soma, o Domingo no TCA contabilizou mais de 13 mil visualizações em suas oito edições virtuais.

Conversas Plugadas

O projeto “Conversas Plugadas”, que desde 2007 proporciona contato com nomes dos diversos campos artísticos, também passou a ter edições virtuais, em lives na página de Instagram do TCA.

Em junho, o ator, diretor e produtor Jorge Vermelho, que dirigiu o Balé Teatro Castro Alves (BTCA) entre 2009 e 2014, foi mediado pelo atual diretor artístico do BTCA, Wanderley Meira. Em julho, foram duas edições: a primeira com a gestora cultural, pesquisadora e consultora Beth Ponte, que conversou ao vivo com Moacyr Gramacho, diretor geral do TCA, e Rose Lima, diretora artística do TCA; na segunda, o cenógrafo e figurinista Marcio Medina bateu papo com o diretor e dramaturgo Gil Vicente Tavares.

Já em agosto, a bailarina Fátima Suarez participou de encontro mediado por Lilian Pereira, integrante do BTCA. Em setembro, a produtora cultural Virgínia Da Rin foi entrevistada por Alice Becker, também do BTCA. Fechando a lista, em novembro, Vavá Botelho e Zebrinha, nomes que respondem pelo Balé Folclórico da Bahia (BFB), conversaram com Wanderley Meira e Luiza Meireles, respectivamente diretor artístico e bailarina do BTCA, num encontro agora já transmitido diretamente da Sala do Coro do TCA. Mais de 3.800 pessoas acompanharam estes seis bate-papos.

Terça da Música

Desde a abertura da Nova Sala do Coro do TCA, em julho de 2018, o espaço estabeleceu uma agenda de shows musicais, às terças-feiras, com o selo de “Terça da Música”. Dezenas de espetáculos se realizaram e foram rememorados no “TCA em Casa”, através da exibição, no canal de YouTube do TCA, de registros audiovisuais variados, de gravações ao vivo, videoclipes ou também dos shows filmados na Sala do Coro. Também participaram artistas que tiveram seus shows adiados por conta da pandemia.

Trinta artistas, duos e bandas incluíram seus nomes, de junho a dezembro, atraindo um total de 11 mil visualizações: Josyara, Livia Nery, Eric Assmar, Igor Gnomo Group, Marcia Castro, Talita Avelino, Jó, Jonga Lima, Paquito, Ronei Jorge, Aline Falcão e Rodrigo Heringer, Bruna Barreto e Filipe Lorenzo, Ana Paula Albuquerque, Manuela Rodrigues, CAIM, LIA, Aiace, Pirombeira, Juliana Ribeiro, Lia Lordelo, Amaro Freitas, Baixo e Fêmea – Luciano Calazans e Tais Nader, Letieres Leite Quinteto, Morgana Nascimento & Marcelo Rosário, Grupo Vivavós, Ayá, Caru, Ju Moraes, Ramon Cruz e nana.

Voltando aos Palcos

Durante dois meses e meio, o projeto “Voltando aos Palcos” fez o marco da retomada de uso dos palcos do TCA após a suspensão de atividades imposta pela pandemia da Covid-19.

A Nova Sala do Coro do TCA foi o espaço acolhedor deste primeiro passo, com artistas em cena e plateias à distância. Doze sessões semanais às sextas-feiras, em espetáculos realizados e transmitidos ao vivo, alcançaram um público de mais de 20 mil pessoas apenas no canal de YouTube do TCA – sem contar toda a audiência da TVE Bahia e da 107.5 Educadora FM Bahia, que foram também canais de veiculação em tempo real.

Na programação, que perdurou de 25 de setembro a 11 de dezembro, shows exclusivos de Lazzo Matumbi, Leo Cavalcanti, Nara Couto, Marcia Castro, Majur e Jarbas Bittencourt se revezaram com seis montagens inéditas dos dois corpos artísticos do TCA: o Balé Teatro Castro Alves (BTCA) e a Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA). Todas as apresentações podem ser conferidas no canal do YouTube, onde os vídeos permanecem disponíveis.

Publicações relacionadas