adblock ativo

Campeão Franchitti e Indy lamentam morte de Wheldon

Publicado segunda-feira, 17 de outubro de 2011 às 08:22 h | Atualizado em 17/10/2011, 08:22 | Autor: Agência Estado
adblock ativo

O tenebroso acidente que causou a morte do inglês Dan Wheldon, na última etapa da Fórmula Indy, neste domingo, em Las Vegas, deixou a disputa do título da categoria, assegurado pelo escocês Dario Franchitti, em segundo plano. O trágico acontecimento foi lamentado pelo novo tricampeão da categoria e por todos os seus integrantes, que agora ficarão sem a presença do piloto de 33 anos que foi campeão em 2005, conquistou por duas vezes as 500 Milhas de Indianápolis e contabilizou 16 vitórias ao total.

Franchitti lamentou o fato de ter se sagrado tricampeão em um dia no qual viu um amigo e companheiro de trabalho morrer. "Eu perdi, nós perdemos, um bom amigo. Todos na Indy o consideravam um amigo. Ele era um bom cara. Ele era um sedutor", disse o piloto escocês.

A Andretti, equipe com a qual Wheldon ganhou o título da Indy em 2005, pretendia contar com o piloto na próxima temporada, no lugar de Danica Patrick, e agora também chora a morte do inglês. "Quando ele (Wheldon) estava na equipe em 2005, nós nos referíamos à equipe como os Beatles, por causa da perfeita harmonia (com os integrantes da escuderia). E, com o Dan voltando, falava-se que colocaríamos os Beatles de volta juntos", afirmou John Lopes, diretor de marketing da Andretti
Autosport.

"Então hoje (domingo) é devastador. Nós não perdemos apenas um futuro companheiro de equipe, mas um companheiro de longa data. Isso é muito triste. Ele vai fazer muita falta e será lembrado com muito carinho", completou Lopes.

Já o presidente da Indy, Randy Bernard, lamentou por meio de nota oficial a morte de Wheldon e ressaltou a representatividade que o piloto tinha para a categoria. "Nenhuma palavra pode descrever os meus sentimentos enquanto reflito nas minhas memórias de Dan. Você não poderia pedir por um melhor embaixador do esporte. Dan representava a IndyCar com grande respeito e integridade. Ele não só será imortalizado como um grande piloto, mas também como uma pessoa maravilhosa. Minhas orações estão com Susie (esposa de Wheldon) e seus dois filhos, neste momento difícil."

Ironia do destino, Wheldon disputava apenas a sua terceira corrida nesta temporada. Ele foi convidado para correr em Las Vegas e tinha a chance de ganhar um prêmio de US$ 5 milhões em caso de vitória. E, antes da prova, chegou a escrever em seu blog que esperava um "show incrível" e uma corrida de "puro entretenimento", sem imaginar o fim trágico que o esperava.

Por causa da morte de Wheldon, a cerimônia de premiação da Indy, que aconteceria nesta segunda-feira no hotel Mandalay Bay Resort, em Las Vegas, foi cancelada, segundo informou a organização da categoria, que anunciou que deverá fazer uma homenagem ao piloto inglês.

adblock ativo

Publicações relacionadas