adblock ativo

Confiante em manter o seu cinturão, Cigano embarca para luta no UFC contra Mir

Publicado segunda-feira, 21 de maio de 2012 às 13:01 h | Atualizado em 21/05/2012, 13:20 | Autor: Diego Adans
adblock ativo

O atual campeão dos pesos pesados do UFC, Junior Cigano, embarcou, no último domingo, 20, para Estados Unidos, onde no próximo sábado (dia 26) defende pela primeira vez, o cinturão da categoria, conquistado em novembro de 2011, diante de Cain Velasquez. Na bagagem, o lutador leva muito mais do que peças de vestuário, luvas e protetores bucais.

O catarinense (“baiano de coração”) carrega a esperança de milhões de brasileiros, que, até então, órfãos de ídolos nacionais esportivos recentes, vêem no lutador um alento para preencher tal lacuna. Ciente da responsabilidade, Cigano garante empenho total na luta contra Frank Mir, a principal do card do UFC 146, em Las Vegas.

“Vontade não faltará. Passei por vários obstáculos até ser campeão. Agora não será diferente. Farei o máximo para manter esse título e dar mais alegrias aos baianos e brasileiros”, prometeu o lutador, que segue invicto no principal torneio de MMA (Mixed Martial Arts) do mundo.

Até agora, foram oito lutas e oito triunfos. Porém, apesar do currículo para lá de positivo, Junior Cigano se depara com um desafiante à altura. Ex-campeão da categoria, em 2008, o norte-americano está em franca ascensão na categoria.

Revanche? - Mir venceu as últimas três lutas que fez no torneio. A mais emblemática foi o triunfo sobre Rodrigo Minotauro, no UFC 140, em dezembro do ano passado. Na época, ele quebrou o braço direito do baiano de Vitória da Conquista, considerado tutor de Cigano no vale tudo.

Apesar da oportunidade, o catarinense rechaça qualquer tipo de vingança contra o algoz de seu mestre.

“Realmente o Minotauro ter perdido para o Mir me deixou muito triste, e a todos os brasileiros, mas principalmente eu, que tenho proximidade com ele. Não tem nada de revanche nessa luta. Minha motivação é manter o momento bom que estou vivendo”, ressalta.

Apesar de ser bastante sereno e comedido em seu discurso, em entrevista ao primeiro episódio do Countdown (espécie de programa de apresentação da luta), exibido na tevê americana, Cigano deu declarações que apimentam ainda mais a luta.

O brasileiro criticou a postura de Mir diante de adversidades no octógono. “Ele não é um homem. Ele desiste. Foi a mesma coisa contra Shane Carwin. Ele fingiu que se machucou. Sempre faz isso”, afirmou. O desafiante, por sua vez, criticou o campeão. “Ele(Cigano) se sai melhor como lutador, não como promotor de lutas. Quero ver ele dizer isso na minha frente”, esbravejou.

adblock ativo

Publicações relacionadas