adblock ativo

Justiça absolve Bobô e Nilo por tragédia da Fonte Nova

Publicado quinta-feira, 15 de julho de 2010 às 13:45 h | Atualizado em 15/07/2010, 16:06 | Autor: A TARDE On Line
adblock ativo

A Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia manteve a decisão que absolve Raimundo Nonato Tavares, o Bobô, diretor-geral da Superintendência dos Desportos da Bahia (Sudesb) e Nilo dos Santos Júnior, ex-diretor de operações do órgão, pela morte de sete pessoas na tragédia da Fonte Nova, em 2007. A decisão foi proferida nesta quinta-feira, 15, pela desembargadora Aidil Conceição.

Em agosto de 2009, o juiz substituto da 10ª Vara Crime de Salvador, José Reginaldo Nogueira, negou a responsabilidade dos dois pelo crime de homicídio culposo — sem intenção de matar — por conta da ruptura de um degrau da arquibancada do estádio da Fonte Nova, em 25 de novembro de 2007. Dois dias depois, o Ministério Público da Bahia entrou com um recurso apelando da decisão.

Após a decisão, Bobô afirmou estar contente com o desfecho dos fatos. "Assim como já havia acontecido no ano passado, não gostaria de me alongar sobre o assunto. O que posso dizer é que estou feliz, porque a justiça foi feita e todo o processo foi claro", declarou.

O advogado de Bobô, Fernando Santana, afirmou que seu cliente sempre tomou todas as providências possíveis para manter o estádio em boas condições. "Com essa decisão, espera-se que esse lamentável episódio na Fonte Nova esteja encerrado do ponto de vista das responsabilidades criminais", disse.

* Com colaboração de Luiz Teles, do A TARDE.

adblock ativo

Publicações relacionadas