Presidente em exercício do Vitória, Luiz Henrique não frequenta a Toca do Leão

Publicado terça-feira, 07 de setembro de 2021 às 06:00 h | Atualizado em 06/09/2021, 21:45 | Autor: Rafael Teles

Todo mundo já sabe que Paulo Carneiro foi afastado do cargo de presidente do Vitória na última quinta-feira. Por outro lado, ninguém parece saber responder quem tem sido responsável por gerir o Rubro-Negro nos últimos dias.

Na teoria, a função pertence ao vice-presidente Luiz Henrique Viana. Ao contrário do que era esperado, ele não renunciou ao cargo após o afastamento de Paulo Carneiro. No expediente da partida entre Operário-PR e Vitória, no último sábado, o clube divulgou o nome de Viana como ‘presidente interino’.

Mas, na prática, pessoas que vivem o cotidiano do clube garantem que Viana sequer esteve na Toca do Leão desde o afastamento de Paulo Carneiro. De acordo com a assessoria rubro-negra, o presidente em exercício está ausente “por motivos particulares” e só vai voltar a “cumprir a agenda ligada às suas funções” a partir de amanhã.

A nota é concluída com uma promessa de que Luiz Henrique Viana “tem adotado todas as ações para a continuidade administrativa do Esporte Clube Vitória”.

Enquanto isso, Paulo Carneiro tem aproveitado os últimos dias para tentar manter seu nome ligado ao comando do Rubro-Negro. O cartola seguiu com a prática de divulgar áudios em grupos de WhatsApp e, em um deles, garante que segue responsável pela gestão do clube mesmo após o afastamento imposto pelo Conselho Deliberativo.

“Você só precisa dizer aos abutres que eu não saí, porque eu não fui notificado, eu continuo presidente. (...) Na minha ausência, é o meu vice [Luiz Henrique Viana], portanto, não mudou nada”, afirmou Paulo Carneiro.

O presidente afastado disse ainda ter entrado em contato com os jogadores antes da partida contra o Operário-PR. “Eu que conversei com os jogadores. Eu que acertei a premiação”, garantiu ele, em trecho do áudio que circula nas redes sociais. Paulo Carneiro foi procurado pela reportagem, mas disse que não iria se manifestar sobre o assunto.

Fábio Mota, presidente do Conselho Deliberativo do Vitória, também foi procurado pela equipe do A TARDE, mas as ligações não foram atendidas. Em áudio vazado na manhã de ontem, Fábio negou que Paulo Carneiro tenha entrado em contato com o elenco, e afirmou que o afastamento do cartola foi celebrado pelo vestiário rubro-negro.

“Eu, como presidente do Conselho, por dever liguei para Alex (Brasil, diretor de futebol), para dar tranquilidade a ele, disse a ele que o Conselho está fechado com o elenco. Ele [Paulo Carneiro] não conversou com ninguém. E mais, os jogadores comemoraram o afastamento dele”, disse Mota no áudio.

Em outro trecho, o presidente do Conselho Deliberativo conta ainda afirmou que na chegada do técnico Wagner Lopes, os jogadores pediram ao novo comandante que ele barrasse a entrada de Paulo Carneiro no vestiário. “Sabe qual foi o único pedido que o treinador novo, Wagner, fez assim que chegou? Os jogadores foram pedir ao treinador para falar ao presidente que não fosse no vestiário, que ninguém aguentava mais ele no vestiário”, relatou.

Trabalho na Toca

Nada de enforcar a segunda-feira para prolongar o feriado na Toca do Leão. Ontem foi dia de reapresentação e trabalho para os comandados de Wagner Lopes, que deram início à preparação para a partida de sexta-feira, contra o Remo.

A principal novidade em campo foi o meio-campista Sérgio Mota. Ele está recuperado do edema muscular que havia o colocado no departamento médico antes mesmo da estreia pelo Vitória.

Depois do treino de ontem, o zagueiro Mateus Moraes concedeu entrevista coletiva na sala de imprensa da Toca do Leão. No sábado, o defensor foi responsável pelo gol que garantiu o primeiro triunfo do Rubro-Negro como visitante na Série B do Brasileiro.

“Sentimento de muita felicidade para mim, que tive um início no profissional muito difícil, não foi fácil. Poder ajudar a equipe agora em campo é muito gratificante para mim. Espero sempre poder dar meu melhor. (...) Foi uma emoção muito grande para mim, para minha família, que sempre esteve me apoiando. Esse gol é dedicado a eles”, disse o jogador, que atuou improvisado como lateral esquerdo na última rodada.

Publicações relacionadas