adblock ativo

Stephen Hawking planeja viajar como turista ao espaço

Publicado segunda-feira, 08 de janeiro de 2007 às 14:47 h | Atualizado em 08/01/2007, 14:47 | Autor: EFE
adblock ativo

O cientista britânico Stephen Hawking, que sofre de uma grave doença degenerativa que o mantém confinado a uma cadeira de rodas, planeja uma viagem como turista ao espaço dentro dos próximos três anos.



Hawking quer se preparar ainda este ano com um vôo no qual será simulada a ausência de gravidade à qual são expostos os astronautas, segundo revela o cientista em declarações ao jornal "The Daily Telegraph".



Seu passo seguinte dependerá dos planos do empresário britânico, Richard Branson, criador do império "Virgin", cuja nave espacial SpaceShipTwo levará seis passageiros em viagens suborbitais a partir de 2008.



A nave será lançada por outro veículo a mais de 15 quilômetros de altura e viajará depois pelo espaço a cerca de 110 quilômetros da Terra a uma velocidade de mais de 4.000 quilômetros por hora, mais de três vezes a velocidade do som.



Embora uma viagem ao espaço nesse veículo custe atualmente em torno dos € 150 mil, a de Hawking será financiada pelo próprio Branson, segundo o periódico.



O famoso astrofísico, que sofre de esclerose lateral amiotrófica (ELA) - doença degenerativa que causa a perda da tonicidade muscular - e que hoje completa 65 anos, explica que a idade de aposentadoria na Universidade de Cambridge, onde trabalha atualmente, é de 67 anos, mas pensa em continuar trabalhando.



O autor de "Uma breve história do tempo", transformado em um autêntico "best-seller" mundial, escreve dois livros.



O primeiro, dirigido às crianças e intitulado "A chave secreta de George para abrir o Universo", será publicado em novembro enquanto o outro, que trata de filosofia da ciência, ficará pronto no próximo ano.



Os médicos diagnosticaram a doença de Hawking quando ele tinha apenas 21 anos e lhe deram então só um ou dois anos de vida.



Obrigado a permanecer em sua cadeira de rodas, Hawking ultimamente utiliza um músculo que fica na parte inferior de seu olho direito para operar um dispositivo aplicado a seus óculos o sintetizador de voz mediante o qual se comunica com outras pessoas.



Hawking afirma no "Daily Telegraph" que ofereceu doar seu DNA para um projeto destinado ao estudo do código genético humano para o descobrimento das causas da doença que sofre.



"Sabemos que os processos biológicos são controlados pelo DNA, por isso que o primeiro passo lógico é estudar o material genético dos afetados pela doença e compará-lo com o de quem não sofre dela", explica Hawking.

adblock ativo

Publicações relacionadas