Sem grandes emoções, Vitória e Remo não saem do zero em Belém

Publicado quarta-feira, 16 de junho de 2021 às 18:18 h | Atualizado em 19/11/2021, 12:16 | Autor: Rafael Teles

O Vitória somou um ponto fora de casa, mas segue sem vencer na Série B do Campeonato Brasileiro após o empate sem gols com o Remo, nesta quarta-feira, 16, no Estádio Baenão, em Belém-PA. O resultado, válido pela quarta rodada da competição nacional, mantém o time mais próximo da parte inferior da tabela nesse início de disputa.

Assim como fez contra o Internacional, quando também foi visitante na Copa do Brasil, Ramon Menezes escalou o Rubro-Negro com três zagueiros. O esquema funcionou para manter a defesa protegida, mas tornou o ataque praticamente inoperante na partida. O Leão tem um dos piores sistemas ofensivos da segunda divisão, com apenas um gol marcado em quatro partidas.

A próximo chance do Vitória voltar a balançar as redes na Série B será no sábado, contra o Brusque. A partida está marcada para às 19h, no Barradão.

O jogo

O primeiro tempo foi equilibrado, com marcação forte por parte das duas equipes no Estádio Baenão. O Vitória tentava pressionar o Remo ainda na saída de bola, e quando não conseguia, se defendia com uma linha de cinco jogadores lá atrás, já que Ramon Menezes voltou a escalar o time com três zagueiros.

Com a bola no pé, as primeiras chances criadas pelo Rubro-Negro foram fruto de jogadas ensaiadas em cobranças de falta e escanteio. Nenhuma delas, no entanto, terminou em lance de perigo real.

Quem assustou mesmo foi o Leão Azul. Aos dez minutos Gabriel Bispo errou ao tentar afastar o perigo da defesa e foi desarmado por Igor Fernandes. O lateral-esquerdo então passou para Renan Gorne, travado na ‘hora H’ por Macelo Alves.

A primeira finalização dos visitantes aconteceu aos 18’. Samuel teve espaço e arriscou de fora da área. O chute forte foi no cantinho, mas Vinícius estava ligado no lance e saltou para fazer a defesa.

O Vitória terminou a primeira etapa com mais posse de bola (56%), mas depois da tentativa de Samuel, não voltou a incomodar a meta do Remo.

No segundo tempo o Leão teve Pedrinho e Guilherme nas vagas de Roberto e David. Depois de dez minutos Dinei entrou no lugar de Samuel.

Aos 22, Ramon Menezes desfez a linha de cinco defensores com a saída de Matheus Moraes para a entrada de Eduardo. Em tese o time passaria a ter uma postura mais ofensiva, só que foram os mandantes que se aproximaram do gol. Aos 30 minutos, inclusive, Lucas Siqueira acertou a trave.

Só aos 45, o Vitória conseguiu se fazer presente no ataque e assustar com um chute de Guilherme, defendido por Vinícius. Mas aí já era tarde para pressionar e o time teve que se contentar com mais um empate. O terceiro em quatro jogos.

Publicações relacionadas