Sem citar Bolsonaro, Rui defende vacinação: 'Salvar vidas'

Presidente voltou a critica a vacinação infantil para Covid e disse que não vai imunizar a filha de 11 anos

Publicado sexta-feira, 07 de janeiro de 2022 às 11:37 h | Atualizado em 07/01/2022, 14:52 | Autor: Da Redação

Em meio às críticas do presidente Jair Bolsonaro (PL) à vacinação infantil contra a Covid-19, o governador Rui Costa  afirmou, nesta sexta-feira, 7, que ‘o interesse das pessoas que defendem a vacina é o de salvar vidas’. 

“A vida, que é o maior bem que Deus nos deu e que quase 620 mil brasileiros perderam desde o início da pandemia.”, escreveu o governador em suas redes sociais.  “A vacina é, comprovadamente, a maneira de preservar saúde, vida, empregos e a economia brasileira.”, completou.

Na quinta-feira, 6, em entrevista à emissora pernambucana TV Nova, Bolsonaro negou que irá  vacinar a filha de 11 anos, ao mesmo tempo que acusou técnicos da Anvisa de terem algum ‘interesse’ na liberação da vacina.

O presidente tentou descredibilizar imunização de crianças de 5 a 11 anos, alegando que esse público não estaria sujeito a complicações decorrentes da contaminação por covid-19.

"Eu pergunto: você tem conhecimento de alguma criança de 5 a 11 anos que tenha morrido de covid? Eu não tenho. Na minha frente tem umas 10 pessoas aqui. Se alguém tem, levanta o braço. Ninguém levantou o braço na minha frente.", disse durante a entrevista em Pernambuco. 

Segundo dados do próprio Ministério da Saúde, 311 crianças de cinco a 11 anos morreram vítimas da Covid-19 desde o início da pandemia.

Publicações relacionadas